Mundo Operário

GREVE DOS EDUCADORES DO RS

Secretário de Sartori “negocia” com educadores em greve em menos de cinco minutos

terça-feira 24 de outubro| Edição do dia

[atualizado às 19:22]

Em uma reunião que durou menos de cinco minutos, Fábio Branco, chefe da Casa Civil do governo de Ivo Sartori (PMDB), não ofereceu nada aos educadores em greve.

O governo vem cada vez mais demonstrando que tudo o que está disposto a oferecer são ameaças e mentiras, como as que veiculou em sua coletiva de imprensa ontem.

Além da postura absurda de uma reunião que nem sequer conversou com os representantes do comando de greve, o governo ainda ameaçou durante o dia desmarcar a negociação e simplesmente não receber os professores. Após a reunião, Fábio Branco afirmou, cinicamente: "Nós não temos varinha mágica, ou plano B. Nós não temos recuado ou avançado porque esta é a realidade do Estado hoje."

Enquanto isso, a Secretaria de Educação (Seduc) está exigindo às escolas listas dos professores em greve, numa absurda prática de perseguição aos educadores em luta. Além disso, nessa terça-feira as CRE iniciaram a transferência de alunos de escolas.

Veja também: 5 propostas para derrotar Sartori e Marchezan com a força da mobilização

Trabalhadores das fundações estaduais aprovam estado de greve no RS

Por um grande ato político unificado contra Marchezan e Sartori para fortalecer a luta no RS




Tópicos relacionados

Greve Municipários Poa   /    cpers   /    RS   /    Marchezan   /    Rio Grande do Sul   /    Sartori   /    Greve Professores RS   /    Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar