Sociedade

SAÚDE MG

Saúde de Minas Gerais tem 2,3 médicos para cada mil habitantes

segunda-feira 26 de março| Edição do dia

A pesquisa Demografia Médica 2018 realizada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) mostra que em Minas Gerais existem 48.606 médicos para atender 21 milhões de habitantes, ou seja, 2,3 médicos para cada mil habitantes. Apesar do índice ainda ser maior que a média nacional,de 2,19 médicos para cada mil habitantes, ele é o pior da região Sudeste.

Além do baixo número de médicos, um grande problema é a má distribuição desses profissionais, que estão concentrados na capital mineira e nas maiores cidades da região metropolitana, enquanto o norte do estado tem um número muito baixo de profissionais.

No Brasil, as capitais dos estados reúnem 23,8% da população e concentram 55,1% dos médicos. Ou seja, mais da metade dos médicos brasileiros atendem menos de um quarto da população, e os três quartos restantes estão sem acesso a atendimento médico.

Em Minas Gerais, 36,8% dos médicos do Estado estão na capital e atendem apenas 12% da população do Estado. Na capital mineira, a proporção é de 7,09 médicos para cada mil habitantes.

Em Belo Horizonte, 52% dos médicos são do sexo masculino e 48%, do sexo feminino. Os médicos especialistas representam 68,7% dos médicos, e os generalistas 31,3%.

Esses dados mostram o quanto a saúde não é vista como uma das prioridades para o governador Fernando Pimentel (PT) que também não tem educação e formação acadêmica como prioridades (como pode ver aqui e aqui, respectivamente) e que o déficit de 8 bilhões que Pimentel anunciou para o orçamento desse ano será descontado sobre a população, sem melhorias na saúde e educação, enquanto ele segue servindo aos empresários com as privatizações e aos banqueiros, enquanto atrasa historicamente o salário dos servidores públicos do Estado.




Tópicos relacionados

Fernando Pimentel   /    Minas Gerais   /    Sociedade

Comentários

Comentar