Mundo Operário

RIO GRANDE DO SUL

Sartori pagará parcela miserável de R$350 de salário aos servidores do RS

O governador do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori, pelo 20º mês consecutivo, parcelará o salário dos trabalhadores do serviço público, que nem o 13º do ano passado terminaram de receber. Este é o valor mais baixo pago pelo governo desde o início da gestão, e deixará milhares de trabalhadoras e trabalhadores na miséria, sem alternativa de como suprir as necessidades mais básicas.

quarta-feira 30 de agosto| Edição do dia

“Estamos em crise! Não há recursos" É o que governantes como Sartori dizem para justificar os cortes dos investimentos nas políticas públicas e o atraso no que há de mais básico na vida dos trabalhadores, o pagamento de seus salários.

Mais uma vez os servidores do poder Executivo do Rio Grande do Sul não receberão quase nada de seus salários. O governo pretende quitar o valor até o dia 13 de setembro. Como sugere que os trabalhadores sobrevivam até lá? O fato é que os trabalhadores do serviço público do RS vivem essa agonia de não saber como se manter há mais de um ano.

O valor ridículo anunciado pelo governo gerou revolta e tristeza em categorias que, mesmo com seus salário completo, já vivem com muito pouco, como o caso de professoras e professores. Além deste brutal ataque constante do governo, os trabalhadores não podem contar com seus sindicatos, que deveriam ser ferramentas de luta, mas que estão nas mãos de burocracias.

Em meio a conjuntura atual parece não haver perspectiva que essas ações de ataque contra os trabalhadores possam terminar tão cedo, pois há uma crise capitalista onde o governo responde à ela reduzindo direitos, fazendo cortes de verbas e manobras para manter esse sistema de pé. Tudo isso para que a classe trabalhadora pague pela crise.




Tópicos relacionados

Rio Grande do Sul   /    Sartori   /    Crise gaúcha   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar