Política

ATAQUES ÀS FUNDAÇÕES AVANÇAM NO RS

Sartori destrói empregos e pesquisas, demitindo e decretando fim das fundações

quinta-feira 19 de outubro| Edição do dia

Com a autorização de Gilmar Mendes para que o desmonte das fundações públicas aprovadas por Sartori e os deputados da Alergs fosse adiante, o governo não perdeu tempo para dar sequência aos ataques aos trabalhadores e ao povo.

Ontem, divulgamos o relato de um coordenador da Cientec (Fundação de Ciência e Tecnologia) sobre a reunião do governo com o presidente da Fundação determinando o encerramento das atividades. Hoje, começou a notificação dos funcionários da Fundação Piratini sobre suas demissões.

A publicação feita pelo governo no Diário Oficial nessa quarta-feira, 18, decreta o encerramento das atividades de seis fundações no prazo de 180 dias. Veja o trecho abaixo:

Hoje, funcionários da Cientec relatam que as demissões já começaram, colocando os trabalhadores na rua e acabando com os serviços prestados à população pela Fundação. Em outras fundações ainda não temos informações sobre se os funcionários já estão sendo notificados.

Nesse momento em que o governo avança com seus ataques, é fundamental nos unirmos, fortalecendo as greves dos professores e demais setores do estado, bem como a dos municipários contra Marchezan. Somente essa unidade poderá permitir barrar os ataques dos governos e impedir o desmonte do estado.

Veja também: Em Pelotas, greve dos professores continua forte com 80% de adesão

Pesquisadores da UFRGS escrevem carta contra o fechamento da Fundação Zoobotânica

A unificação das lutas no RS e a necessidade de uma greve geral

Governo Sartori enrola mais uma vez em reunião com o Cpers e não apresenta nada




Tópicos relacionados

Greve Municipários Poa   /    Marchezan   /    Rio Grande do Sul   /    Sartori   /    Greve Professores RS   /    Greve   /    Crise gaúcha   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar