Política

CORRUPÇÃO NO EXÉRCITO

Sargento do exército é o principal financiador de armas para as facções do Rio

sábado 21 de outubro| Edição do dia

Carlos Alberto de Almeida de 46 anos, apontado como maior financiador de armas na Favela da Coreia, em Senador Camará, Zona Oeste. Foi preso nessa sexta feira por policiais da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme). Outras três pessoas envolvidas no crime organizado também foram presas, dentre eles, Alexsandro Rodrigues Figueira, de 34 anos; Felipe Rodrigues Fugueira, de 31; e Murilo Barbosa Ludigerio, de 22.

Os criminosos foram presos em flagrante, fabricando armamentos pesados para as principais facções do crime ‘’organizado’’ nas favelas, que logo seguida seriam entregues aos chefes do morro. Segundo as investigações da polícia civil, o sargento financiador do trafico de armas, fortalecia o trafico a mais de dez anos.

Sargento traficante do exercito e seus comparsas, antes da guerra da rocinha, favela localizada na Zona Sul do Rio, criaram um oficina de armas dentro de uma das maiores favelas do Rio de Janeiro, como objetivo de fortalecer Rogério 157 e garantir armamento pesado para a guerra.

As instituições ligadas a segurança pública do Estado, são as principais financiadoras do tráfico de armas e drogas dentro de todas as favelas do Rio de Janeiro, aumentando a violência e financiando o crime organizado. E como justificativa racista e assassina que mata a juventude negra dentro das favelas, o Estado ignora todo dado investigativo que aponta a polícia como um dos principais financiadores do crime nas favelas.




Tópicos relacionados

Corrupção no Exército   /    Exército   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar