Mundo Operário

PARALISAÇÃO

Sapateiros da Calvest paralisam produção em Franca

Os Trabalhadores e trabalhadoras da Calvest, cerca de 200 sapateiros da unidade 2 localizada no bairro Jardim Paulistano em Franca, pararam a produção em exigência a reposição salarial.

quarta-feira 10 de maio| Edição do dia

Os trabalhadores da Calvest Calçados, da unidade 2 localizada em Franca, paralisaram a produção nesta quarta-feira (10). A categoria está em campanha salarial e os patrões irredutíveis na negociação.

O sindicato está reivindicando reajuste salarial de 7%, já conquistado em outras 40 fábricas do setor. A luta é pela reposição salarial frente a perda do poder de compra dos últimos meses. Dados oficiais, divulgados pelo IBGE, mostra o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 4,76% acumulado dos últimos 12 meses.

Sapateiros e sapateiras da Calvest ao parar a produção mostram quem produz a riqueza e quem movimenta as máquinas. Com máquinas paradas a patronal é pressionada a ter que negociar.

Expressamos total apoio a essa importante luta que ocorre em Franca, exemplo para o conjunto dos trabalhadores. É necessário lutar para impedir perdas salariais, também é preciso ir por mais! O governo golpista de Temer vem arrancando direitos, buscando aumentar a exploração e garantir altas taxas de lucros para patronal. Nesse cenário temos que aumentar a nossa organização nos locais de trabalhos e utilizar dos nossos métodos de luta, greves e paralisações, para construir uma greve geral massiva com milhões de trabalhadores tomando a luta em suas mãos e assim barrar todas as reformas de Temer e derrubar esse governo golpista.

Força aos trabalhadores e trabalhadores da Calvest!




Tópicos relacionados

Mundo Operário

Comentários

Comentar