Sociedade

DENÚNCIA

São Paulo tem gigantescos terrenos vazios, dívidas milionárias do IPTU enquanto falta moradia

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

sexta-feira 5 de janeiro| Edição do dia

Foto: Heliópolis

Hoje foi publicada estarrecedora notícia na Folha sobre o retrato dos terrenos não utilizados na cidade, eles somam uma área maior que o Ibirapuera e de quebra, os donos destes terrenos devem uma fortuna que Doria não cobra.

Esta situação é um retrato das caras mais nojentas do capitalismo em São Paulo. Há milhões em moradias ou diretamente sem moradia alguma e por outro lado há dez gigantescos terrenos abandonados que somam sozinhos o tamanho de um parque do Ibirapuera. O total de imóveis sem construção somam a gigantesca área de mais de 9milhões de metros quadrados, ou seja mais de mil campos de futebol de área não construída enquanto famílias vivem em condições precárias ou nem moradia tem.

As cem maiores dívidas de IPTU de terrenos abandonados somam um valor de R$ 180 milhões que Doria não cobra. Segundo a mesma reportagem da Folha o pagamento desta dívida permitira a construção de 36 creches. E não cobram a dívida, não expropriam os terrenos para que sejam colocados a serviço da construção de moradias populares!

A especulação imobiliária é garantida pelo Estado para criar esta situação de sobra de terrenos (e dívidas) de um lado e precarização do outro.

É possível dar outra resposta a esta situação, lutando pela expropriação de todos terrenos e imóveis vazios, para que sejam entregues para a construção de moradias populares. Os milhões em dívidas de empresas poderiam servir de recursos para iniciar um grande plano de obras públicas que fosse controlado por sindicatos e movimentos de moradia e atacasse a falta de moradia!




Tópicos relacionados

João Doria   /    Moradia   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar