Política

LIBERDADE IMEDIATA

STF suspende a transferência autoritária de Lula pela Lava Jato. Exigimos sua liberdade!

Por maioria de votos, Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu nesta quarta-feira, 7, parcialmente pedidos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender a decisão de ser transferido para a Penitenciária de Tremembé. Uma medida autoritária do Judiciário brasileiro que nem sequer garantiria a integridade física do ex-presidente. Exigimos a libertação imediata de Lula

quarta-feira 7 de agosto| Edição do dia

Por maioria de votos, Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu nesta quarta-feira, 7, parcialmente pedidos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para suspender a decisão proferida pela juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que autorizou a transferência do petista de Curitiba para São Paulo, com base em um pedido da Polícia Federal. Dessa forma, Lula deve seguir preso na superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

O advogado Cristiano Zanin Martins fez três pedidos ao STF: que conceda liminar para restabelecer a liberdade plena de Lula; subsidiariamente, suspenda a decisão de Carolina até o final do julgamento de habeas corpus; e que assegure ao ex-presidente o direito de permanecer em Sala de Estado Maior. O STF formou maioria para acolher os pedidos secundários da defesa de Lula.

Como já havíamos anunciado mais cedo aqui no Esquerda Diário, esse foi mais uma medida autoritária do Judiciário e aprofundamento do golpismo com a prisão arbitrária de Lula em querer transferi-lo para uma penitenciária precária para a segurança física como é a de Tremembé, onde tem um farto histórico de inúmeras rebeliões. Essa prisão que curiosamente foi escolhida pelo juiz Paulo Eduardo de Almeida Sorci, que havia sido nomeado para um cargo no Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária pelo ministro da Justiça Sérgio Moro, que com sua operação Lava Jato foi o principal agente para o Golpe Institucional e a prisão de Lula. Essa decisão foi uma derrota de mais uma medida autoritária da Lava Jato e de Moro em aprofundar o golpe contra os direitos democráticos da população que teve o seu direito mais democrático retirados com a prisão arbitrária do candidato à presidência que liderava todas as pesquisas das eleições.

A operação Lava Jato, tal como todo golpe institucional tomou como alvo os governos do PT visando implementar ataques aos direitos trabalhistas e uma subordinação ainda maior ao imperialismo do que os governos do PT já faziam. A prisão de Lula e o sequestro do direito da população votar em quem ela quisesse foram partes essencial desse golpismo, objetivos implementados por Bolsonaro, Moro, Maia e todos outros envolvidos nas reforma da previdência, nas privatizações e outros ataques em curso. As denúncias da Vaza Jato comprovaram o que o Esquerda Diário, o MRT, e tantos outros afirmamos combatendo o golpe institucional e a operação Lava Jato.

Repudiamos energicamente a prisão arbitrária de Lula, exigimos a liberdade imediata de dele, ao mesmo tempo que reafirmamos que nossa intransigente defesa dos direitos democráticos acontece ao mesmo tempo que expressamos que não prestamos nenhum apoio a Lula e ao PT.




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Sérgio Moro   /    PT   /    Operação Lava Jato   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar