Educação

GREVE DA UERJ

SBT faz matéria sobre a crise que vive a UERJ, com declaração de Carolina Cacau

quinta-feira 3 de agosto| Edição do dia

O SBT veiculou na noite dessa terça-feira, 1, uma matéria sobre a crise que vive a UERJ em decorrência da política de Pezão de desmonte. Entre os entrevistados estão o reitor Ruy Garcia Marques, a presidente da Associação de Docentes da UERJ (Asduerj) Lia Rocha e a diretora do Centro Acadêmico de Serviço Social (CASS) Carolina Cacau, militante da juventude Faísca.

A matéria informou sobre o atraso dos salários, que, além dos três meses seguidos sem pagamento, também conta com o décimo terceiro de 2016 pendente para técnicos e docentes. Lia Rocha ressaltou como a situação de abandono da universidade representa um ataque à educação. O reitor afirmou que é "aviltante" a situação.

Carolina Cacau ressaltou como o estado de calamidade da UERJ prejudica alunos, docentes e quem depende dos serviços da universidade, mostrou como o último semestre, comprimido em 75 dias, sem bandejão e bolsas, inviabilizou a continuidade normal das atividades. Além disso, responsabilizou o governo e a reitoria pelo fato de que a universidade esteja nesse patamar.

Contudo, evidentemente a fala de Cacau foi editada e manipulada para que ela dissesse apenas que "não iria se formar" por conta do atraso (o que efetivamente ela não disse, afirmando que está no nono período em um curso de duração mais longa).

Para ver a matéria na íntegra, clique aqui




Tópicos relacionados

#UERJResiste   /    Crise no Rio de Janeiro   /    UERJ   /    Rio de Janeiro   /    Educação   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar