ELEIÇÕES: JUDICIÁRIO GOLPISTA

Rosa Weber nega prorrogação e dá ultimato para PT substituir Lula na chapa

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, negou a prorrogação do prazo para o PT substituir o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cabeça de chapa presidencial.

segunda-feira 10 de setembro| Edição do dia

A presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber, negou a prorrogação do prazo para o PT substituir o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cabeça de chapa presidencial. Junto com a negativa, a ministra enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o recurso de Lula contra a rejeição, pelo plenário do TSE, de seu registro de candidatura.

Rosa entendeu que existe uma questão constitucional a ser discutida no caso de Lula por causa da argumentação da defesa, por isso enviou o processo ao STF. No entanto, não acha que tem motivos para prorrogar o prazo para o PT substituir o nome do ex-presidente na chapa.

A defesa de Lula pediu uma extensão para o dia 17, limite máximo para a troca de candidatos conforme a legislação eleitoral. Se a decisão da presidente do TSE prevalecer, no entanto, o PT terá até amanhã (11) para fazer a troca. Se não definir, o partido pode ficar sem candidato para disputar a presidência da república. Fernando Haddad, o candidato a vice-presidente na chapa tríplex, seria o substituto imediato de Lula.

O PT, no entanto, ainda quer apostar na possibilidade do ex-presidente poder se candidatar, e busca se apoiar na liminar do Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas favorável à candidatura de Lula. para conseguir um novo adiamento até que o plenário do Supremo discuta o caso do ex-presidente por definitivo.

A decisão de Rosa Weber não surpreende diante do caráter arbitrário do judiciário que hoje manipula completamente as eleições. O veto à candidatura de Lula é um absurdo, pois o STF está atacando um direito elementar da população, que é o direito de poder decidir em quem votar.

O PT, no entanto, ao invés de convocar as centrais sindicais que dirige, como a CUT, mobilizando o povo para ir contra esse judiciário golpista, prefere acreditar na justiça para garantir seus objetivos meramente eleitorais. Por isso, precisamos ir contra os ataques à população dos juízes privilegiados e defender o direito elementar do povo decidir em quem votar, mas de forma independente do PT, que abriu espaço para o golpe institucional se aliando com partidos burgueses.




Tópicos relacionados

Rosa Weber   /    STF   /    PT   /    Lula

Comentários

Comentar