MARXISMO/ ROSA LUXEMBURGO / "REFORMA OU REVOLUÇÃO?"

Rosa Luxemburgo: sua crítica à utopia reformista de Bernstein

Gilson Dantas

Brasília

terça-feira 1º de agosto| Edição do dia

O reformismo no seio do movimento operário vem de longa data e já no fim do século XIX, Rosa Luxemburgo desenvolveu um continuado combate teórico e político contra as posições reformistas de toda uma ala do seu partido, a social-democracia alemã [II Internacional]. Bernstein era a figura central na defesa argumentada da via reformista para o socialismo.

O debate ficou celebrizado no livro de Rosa, Reforma ou revolução?, primeira versão em 1899 e no qual se encontram já formulados os principais argumentos para grande parte do reformismo que reapareceu a cada momento nas esquerdas operárias, desde então.

O destaque para Bernstein é que ele se assumia reformista, de um tipo de socialismo evolucionário, baseado em reformas paulatinas do capitalismo [ao contrário da esquerda reformista atual, que procura não se assumir abertamente como reformista] e cujos argumentos até hoje são inspirados nos de Bernstein, mais ou menos reciclados.

No comentário abaixo, tenta-se mostrar que a acusação de Bernstein a Marx, de que este teria elementos utópicos se encaixa perfeitamente nas elaborações doutrinárias de Bernstein, mas não em Marx.

Este debate foi realizado pelo Clube do Livro da UnB, que promoveu roda de conversa sobre aquele livro clássico de Rosa e a intervenção abaixo, em áudio de vinte e poucos minutos, foi parte da argumentação usada no debate daquela obra. Este debate procurou resgatar argumentos da nossa autora, tendo em vista que parte da luta teórica que constantemente temos que levar adiante encontra-se justamente nesses marcos, da relação dialética entre reforma e revolução; e também do utopismo reacionário dos bernsteins reatualizados, que imaginam que o capitalismo possa ser humanizado, reformado ou ter sua natureza transformada por qualquer movimento político que se limite às reformas, sem expropriação do grande capital e controle da economia pelos trabalhadores associados.




Tópicos relacionados

Rosa Luxemburgo   /    Marxismo

Comentários

Comentar