Política

ELEIÇÕES 2018

Rogério Chequer sai do Vem Pra Rua e aluga o Partido Novo para tentar ser deputado em 2018

Em vídeo divulgado na página do movimento Vem Pra Rua, um de seus principais líderes, Rogério Chequer, anunciou que está se desligando do grupo para se filiar ao Partido Novo e disputar as eleições em 2018.

sexta-feira 8 de dezembro de 2017| Edição do dia

O Vem Pra Rua foi um dos principais grupos golpistas, e se coloca como “suprapartidário”, como se não tivesse ligação com nenhum partido político. No entanto, além das suas relações com o PSDB, agora tem a sua principal figura se ligando a um partido de aluguel qualquer para se candidatar.

Eles que também são próximos do MBL desde o golpe, outro grupo "suprapartidário", estariam se espelhando no sucesso dessa velha política eleitoreira, como fez Fernando Holiday se elegendo deputado estadual de São Paulo pelo DEM.

Além disso, esse movimento sempre foi patrocinado por grandes empresários, de modo que tomou partido sobre seus interesses quando apoiaram o golpe, defenderam as reformas trabalhista e hoje defendem o fim da aposentadoria.

Chequer irá para o Partido Novo, partido de empresários fundado em 2011, que tem a privatização das estatais como uma de suas principais bandeiras. O Partido Novo anunciou o empresário e banqueiro João Amoêdo como pré-candidato às eleições presidenciais de 2018, que vê como alguns acertos do governo Temer a reforma trabalhista, implementação do teto de gastos e defende a reforma da previdência e contra alguns direitos sociais, como as cotas étnico-raciais nas universidades.

Veja mais:

Quem é Rogério Chequer, líder do movimento Vem pra Rua

Quem está por trás do movimento golpista Vem Pra Rua?

O Partido Novo é realmente uma coisa nova?




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Política

Comentários

Comentar