Roger Waters homenageia Marielle e volta a criticar o reacionário Bolsonaro no Rio

Roger Waters, que passa pelo Brasil fazendo shows nas últimas semanas, se colocou, mais uma vez, contra o reacionário candidato do PSL, Jair Bolsonaro.

quinta-feira 25 de outubro| Edição do dia

O fundador do Pink Floyd, de passagem pelo Rio de Janeiro com seu show, homenageou, nesta quarta-feira (24), depois das duras críticas ao reacionarismo de Bolsonaro e adesão ao movimento #elenão, a vereadora do Psol, assassinada no RJ, Marielle Franco.

Waters, recebeu no palco, no Maracanã, a filha de Marielle, Luyara Santos, a viúva, Mônica Benício, e a irmã, Anielle Franco. As três mulheres entregaram ao cantor uma camisa com os dizeres “Lute como Marielle Franco”, que Roger vestiu no mesmo instante.

Abrindo o microfone para as mulheres, elas puxaram juntas um forte "ele não’, causando na plateia um misto de aplausos e vaias por parte daqueles que, não entendendo o forte conteúdo político e de contestação do cantor britânico, apoiam o reacionário ex-capitão candidato a presidência.

O cantor contou como ficou de "coração partido" ao saber do brutal assassinato de Marielle, também falou sobre as sementes "que Marielle Franco plantou em sua vida curta, mas importante” ao falar sobre as quatro deputadas eleitas no Rio pelo Psol nessas eleições.

“Isso aqui é uma família, quer eles gostem ou não”, afirmou Mônica, provocando vaias de uma parcela do público. “São 224 dias sem resposta. Não há democracia enquanto o estado não responder”, disse a viúva, ao se referir sobre a falta de solução para o assassinato em que pesa denúncias do envolvimento da própria polícia e políticos do regime carioca.

O cantor britânico, conhecido por travar um forte luta de denúncia ao estado assassino de Israel e de combate a extrema direita mundial, reafirmou no Rio o que vem dizendo em cada show pelo país, "ele não".

Leia também: Caetano Veloso e Roger Waters, juntos e discutindo sobre política e a ascensão da ultra-direita




Tópicos relacionados

Mulheres Contra Bolsonaro   /    Marielle Franco   /    Roger Waters   /    Bolsonaro

Comentários

Comentar