Política

Rodrigo Maia cancela sessão na câmara dos deputados para se reunir com Temer

Depois do escândalo envolvendo o nome do presidente Temer, citado na delação dos donos da JBS, Joesley Batista e o seu irmão Wesley, o presidente da câmara Rodrigo Maia encerrou todas as sessões desta quarta-feira (17) para se reunir com o golpista.

quarta-feira 17 de maio| Edição do dia

Na delação, o presidente Michel Temer foi gravado pelo dono da JBS em um diálogo no qual autoriza a compra de silencio de Eduardo Cunha (PMDB) afastado da presidência da câmara dos deputado em maio do ano passado. Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou: "Tem que manter isso, viu?".

Quando questionado pela globo sobre o escândalo, Rodrigo Maia afirmou: “Tem que ver primeiro o que é (...) Estamos tratando disso”. Sobre se a situação é grave ele disse: “pode ser”. O Presidente da câmara cancelou a sessão para se reunir urgentemente com Temer agora que a aprovação das reformas contra os trabalhadores correm risco de serem interrompidas.

A popularidade de Temer já vinha despencando, com essa nova prova contra ele é possível que o golpista Temer seja afastado da presidência para apaziguar a revolta popular que a gravação está causando.




Tópicos relacionados

JBS   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    Política

Comentários

Comentar