Política

CASO QUEIROZ X RODRIGO AMORIM

Rodrigo Amorim que quebrou a placa de Marielle é “irmaozão” de Queiroz

O ditado popular “me diga com quem andas, e eu direi quem és”, nunca foi tão apropriado no caso da amizade entre o deputado Rodrigo Amorim (PSL) e Queiroz. De um lado, o ex-assessor e ex-motorista de Flavio Bolsonaro que estava sendo investigado por movimentar 1,2 milhão de reais em sua conta, segundo relatório da COAF, Fabrício Queiroz. De outro, o racista e reacionário Rodrigo Amorim que quebrou a placa feita em homenagem à Marielle Franco assassinada a tiros quando voltava de uma atividade política no centro do Rio de Janeiro.

quarta-feira 27 de fevereiro| Edição do dia

Rodrigo Amorim ficou conhecido por quebrar a placa de Marielle e exibi-la com um sorriso nojento, em meio a um processo eleitoral totalmente manipulado pela judiciário e marcado por uma serie de ataques reacionários à LGBTs, mulheres, negros apoiados na campanha de Bolsonaro à presidência, no qual ainda teve o assassinato de Mestre Moa.

Certamente, desde a atitude asquerosa de quebrar a placa em homenagem a uma mulher negra, de esquerda e LGBT covardemente assassinada pelo Estado, já poderíamos dizer e muito, “quem és” Rodrigo Amorim. Porém, sua relação com Queiroz, o ex-motorista de Flávio Bolsonaro, não é tão conhecida. Porém, em sua conta no instagram, ele se refere à Queiroz como “o cara”, seu “irmaozão”, amizade que não poderia “refutar” mesmo depois de escândalos de corrupção.

Rodrigo Amorim é mais um exemplo dos políticos da “velha política” a qual o clã Bolsonaro e seu partido PSL dizem todo momento se distanciar. São amigos íntimos de “laranjas”, não tendo o menor receio e vergonha de expor isso em suas redes sociais, ao contrário, tanto Rodrigo Amorim como Flavio Bolsonaro posam sorrindo em fotos juntos com Queiroz veiculadas na internet.

Para nós do Esquerda Diário isso não é surpresa alguma, por trás de todo esse hipócrita discurso anti-corrupção da extrema-direita na verdade apenas serve para justificar seus ataques aos trabalhadores, como a Reforma da Previdência, em que Bolsonaro e o PSL estão fazendo aliança com Rodrigo Maia e todos os políticos de partidos com inúmeras denúncias de corrupção, além das recentes denúncias em seu próprio clã.




Tópicos relacionados

Extrema-direita   /    Marielle Franco   /    Jair Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar