Mundo Operário

A ASSEMBLEIA É SOBERANA

Rodoviários reafirmam o "NÃO" da assembleia nas ruas de Porto Alegre

Nesta sexta (24) rodoviários de Porto Alegre realizaram ato para fazer valer a o a assembleia da categoria, que disse NÃO à proposta da patronal na última quarta-feira (22). "O peão não se engana, a assembleia é soberana!" cantavam os trabalhadores.

sexta-feira 24 de fevereiro de 2017| Edição do dia

"Respeite o peão! Assembleia votou NÃO!" cantavam os rodoviários saindo do Terminal Princesa Isabel, conhecido como Terminal T6 Sul.

Os trabalhadores marcharam pela Avenida João Pessoa afirmando o que expressou a assembleia da categoria: "Não tem plebiscito! Já disse NÃO! E repito!" O sindicato não aceitou a votação da assembleia e decidiu fechar o dissídio através de plebiscito, com urnas nas garagens.

Só que o plebiscito não é fiscalizado pelos trabalhadores, permitindo que o sindicato fraude a votação. Inclusive, segundo os rodoviários, os trabalhadores não puderam nem conferir se as urnas estavam vazias, ou seja, nenhuma garantia de que já não estavam com votos favoráveis à proposta da patronal.

Os trabalhadores, durante a manifestação, também denunciaram o sindicato, que tenta a todo custo aprovar a proposta de reajuste salarial de 5,50%, enquanto o plano de saúde aumentará 67% para os trabalhadores.

Além disso, as empresas vem cortando linhas para justificar demissões, gerando mais demora e lotação nos ônibus. A prefeitura ainda ameaça o emprego dos cobradores e diz que para melhorar o salário dos trabalhadores deve aumentar a passagem. Com esse discurso buscam jogar a população contra os rodoviários, e a categoria contra a juventude que luta contra o aumento da passagem. Em resposta, setores da juventude como a Faísca também estiveram no ato em apoio aos trabalhadores. "Todo ano é essa ladainha, patrão lucrando e o povo igual sardinha" cantavam os rodoviários.

Os empresários chegaram a pedir o aumento abusivo de R$3,75 para R$4,30! "Ei, população! O teu dinheiro vai pro bolso do patrão" denunciava o ato, que foi aplaudido na parada de ônibus da João Pessoa.

O Stetpoa recebeu os trabalhadores de portas fechadas. Eles alegam que os 300 rodoviários presente na assembleia não representam na categoria. "Quando a assembleia vazia, com menos de 100 trabalhadores aceita a proposta, daí o sindicato valida! Quando o trabalhador se mobiliza e vai na assembleia fazer valer sua vontade, daí não serve? Só serve quando agrada eles?" denunciou Adailson, motorista da Trevo.

Veja o vídeo em que os trabalhadores reafirmam o NÃO da assembleia em frente ao sindicato:




Tópicos relacionados

rodoviários poa   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar