Educação

Roda de conversa com a juventude Faísca na UFABC

Na próxima terça (06/08) a juventude Faísca junto ao coletivo de mulheres pão e rosas organizará na UFABC uma roda de conversa pelo direito ao futuro, contra projeto Future-se, os cortes na educação e a reforma da previdência. Quais perspectivas para a juventude e qual o caminho para vencer?

sexta-feira 2 de agosto| Edição do dia

Os ataques dos que agora governam a educação figura desde o período pré-eleitoral, projetos como o “escola sem partido” já atacavam o desenvolvimento crítico e o acesso a materiais ilimitados para ler o mundo, os atuais cortes a educação e o projeto FUTURE-SE juntam-se de forma estrutural a todo um pensamento ideológico que prima na extrema-direita brasileira, o combate ao que chamam “marxismo cultural” e a organização política dos estudantes na universidade.

É importante entender que os ataques a educação não estão desvinculados do conjunto dos ataques no projeto do governo. A aprovação em primeiro turno da reforma da previdência aumenta a correlação de forças e abre espaço para mais ataques, não a toa o projeto FUTURE-SE e mais um corte de verbas na educação, mais de 348 milhões de reais. Todas as reformas vindas desde o golpe têm como objetivo fazer com que nós paguemos pela crise capitalista, a precarização dos postos de trabalho e os altos índices de desemprego, em sua maioria de jovens, oferece, bem ao contrário do discurso do governo de “melhores condições de trabalho”, “melhores condições de exploração”. Subempregos nos aplicativos de entrega crescem a números exorbitantes diante de exaustivas horas de trabalho e níveis absurdos de exploração que já levaram inclusivo a morte, como no caso de Thiago Dias, entregador da Rappi.

Saiba mais: Rappi: trabalho precário causa mais uma morte em São Paulo

Os estudantes demonstraram nas ruas sua força contra o primeiro corte na educação anunciado pelo governo, nos dias 15 e 30 de Maio, os partidos que estão na direção das maiores centrais sindicais do país (CUT e CTB), assim como na direção majoritária do UNE (JPT e UJS), PT e PCdoB, atuaram para conter ao máximo esses movimentos, não organizando assembleias nos locais de trabalho e estudo e chamando paralizações em separado quando poderiam ter unificado com a paralização nacional de 14 de junho contra a reforma da previdência.

Nesse sentido para lutar contra Bolsonaro e as travas das burocracias sindicais e estudantil, viemos desde o esquerda diário chamando todas as forças de oposição de esquerda a compor plenárias unificadas da oposição que possam consolidar forças que superem as burocracias e tomem em suas mão as lutas contra esse governo e todos esses ataques, entendendo a luta pela educação, contra o projeto FUTURE-SE e a reforma da previdência como uma só e confiando na força de uma aliança operário-estudantil, para derrotar e esse governo e ir por mais, construir um novo mundo.

São essas ideias que nós da juventude Faísca Anticapitalista e Revolucionária e do Grupo de mulheres Pão e Rosas queremos discutir com todos os estudantes e entidades da UFABC, para colocar de pé uma juventude revolucionária para se aliar a classe trabalçhadora e enfrentar a direita e declarar guerra ao capitalismo!

Convidamos a todas e todos para a roda conversa que ocorrerá na próxima terça (06/08) ás 18hrs em frente o bloco beta no campus de São Bernardo da UFABC.

Leia também: Com anúncio do “Future-se” e novos cortes na educação qual a saída para juventude?

Evento no Facebook: RODA DE CONVERSA COM A JUVENTUDE FAÍSCA




Tópicos relacionados

Future-se   /    Governo Bolsonaro   /    Reforma da Previdência   /    Faísca - Juventude Revolucionária e Anticapitalista   /    Educação   /    ABC paulista   /    Juventude

Comentários

Comentar