Política

GREVE GERAL

Rio de Janeiro amanhece com paralisações e atos contra a reforma da previdência

sexta-feira 14 de junho| Edição do dia

Neste 14 de junho, dia convocado pelas centrais sindicais contra a reforma da previdência, o estado do Rio de Janeiro amanheceu com paralisações de diversas categorias de trabalhadores, e com cortes de rua em rodovias e estradas importantes.

Neste momento na Capital, estudantes e trabalhadores se concentram na região do INTO, próximo à rodoviária e o bairro Santo Cristo, em um corte de rua convocado para este dia pelas Centrais Sindicais.

Na zero hora de hoje a paralisação já começava na Petrobrás, aonde os trabalhadores aderiram à luta contra a reforma e também lutam contra o sucateamento e a entrega das riquezas nacionais. Não houve troca de turno na Refinaria Duque de Caxias:

Os trabalhadores dos Correios, que também aderiram à paralisação e que também sofrem com ameaça de privatização por Bolsonaro, pararam todo o Complexo de Benfica, unidade central da ECT no RJ.

Diversas outras categorias confirmaram adesão, como trabalhadores do IBGE, da FIOCRUZ, da saúde, servidores da justiça, comerciários e trabalhadores de distintas empresas. Nas universidades, professores, técnicos administrativos e estudantes também aderem. A lista seguirá sendo atualizada durante o dia no Esquerda Diário.

Dentre outras dezenas de categorias, professores da rede privada decidiram parar, assim como da rede pública estadual e de mais cerca de 40 redes de ensino em todo o estado do Rio. Junto a eles, as Universidades Federais sediadas no RJ também aderiram e de movimento para responder ao governo Bolsonaro que ataca a educação. Na UFRJ, centenas em manifestação bloquearam a Linha Vermelha no início da manhã:

Fora da Capital, também são inúmeras as categorias que aderem. Na região de Campos dos Goytacazes, manfestantes bloquearam a passagem da BR 101:




Tópicos relacionados

14J   /    14J Contra a reforma da previdência   /    Greve Geral   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar