Sociedade

COVID-19

Rio de Janeiro: 115 mortes, 3.162 novos casos de covid-19 e 93% das UTIs ocupadas

quarta-feira 25 de novembro de 2020| Edição do dia

Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

O Rio voltou a ter um patamar preocupante de ocupação de leitos de UTI para o combate à covid-19. Nesta quarta-feira, 25, a taxa de ocupação para tratamento intensivo da doença chegou a 93% na rede SUS. Os números englobam os leitos de unidades municipais, estaduais e federais.

Veja aqui: Abraço ao Hospital de Bonsucesso reúne centenas de trabalhadores.

Se forem considerados também os municípios da Baixada Fluminense, ao todo 146 pacientes aguardavam transferência para leitos especializados. Deste total, 73 eram para UTIs.

Além dos níveis alarmantes nas UTIs, a taxa de ocupação de leitos de enfermaria para tratamento do novo coronavírus na capital estão em 70%. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Ao todo, a rede SUS da capital tinha na manhã dessa quarta 1.087 pessoas internadas em leitos voltados ao combate à covid-19, sendo 513 em UTI. Desse total, 541 pacientes estão em unidades de saúde do município, sendo 264 em UTIs.

115 mortes e 3.162 novos casos de covid-19 em 24 horas

O Estado do Rio de Janeiro registrou 115 mortes por covid-19 e 3.162 novos casos da doença no período de 24 horas, segundo boletim divulgado na tarde desta quarta-feira (25) pela secretaria estadual de Saúde. Até agora, 22.256 pessoas morreram em função do coronavírus no Estado do Rio, que registra 343.995 casos da doença. Mais 366 mortes estão sendo investigadas, sob suspeita de terem sido causadas pela covid-19, e 315.467 pacientes se curaram.

A secretaria de Saúde esclareceu que os 115 óbitos mencionados ocorreram entre as semanas epidemiológicas 36 e 46 e que o registro deles só foi feito agora devido aos sete dias em que os dados ficaram represados no sistema do Ministério da Saúde, de 5 a 11 de novembro.

Os dez municípios que concentram mais mortes por covid-19 no Estado do Rio de Janeiro são a capital (13.115), São Gonçalo (845), Duque de Caxias (833), Nova Iguaçu (740), Niterói (573), São João de Meriti (523), Campos dos Goytacazes (462), Belford Roxo (346), Petrópolis (284) e Magé (269).

Os dez municípios com maior número de casos são o Rio de Janeiro (133.836), Niterói (17.489), São Gonçalo (15.843), Duque de Caxias (11.603), Belford Roxo (11.412), Macaé (10.678), Teresópolis (9.321), Campos dos Goytacazes (9.255), Nova Iguaçu (8.429) e Volta Redonda (8.401).

Pode interessar:

Bolsonaro não gasta dinheiro disponibilizado ao combate à pandemia.

Prazo de validade pode levar governo Bolsonaro a jogar fora 6,8 milhões de testes sem uso.

Conteúdo da Agência Estado




Tópicos relacionados

COVID-19   /    Pandemia   /    Governo Bolsonaro   /    Wilson Witzel   /    SUS   /    Marcelo Crivella   /    Sociedade

Comentários

Comentar