Sociedade

ATAQUES MACHISTAS

Réu por incitação ao estupro, Bolsonaro dá escândalo na Câmara para defender seu machismo

O golpista e defensor da Ditadura Militar Jair Bolsonaro, deputado federal pelo PSC-RJ, hoje foi estrela de um escândalo na Câmara dos Deputados. Novamente, o motivo foram suas declarações profundamente machistas, que são parte do catálogo de violências opressoras e direitistas que o deputado profere constantemente.

quarta-feira 14 de setembro| Edição do dia

Numa sessão geral da Câmara que tinha como tema “a cultura do estupro e a proteção à vítima”, foi relembrado pela vice-presidente da OAB Daniela Teixeira. Ela defendeu que Bolsonaro fosse condenado pelo crime de incitação ao estupro, caso que está em tramitação no Supremo Tribunal Federal, no qual já é réu. E então, se pôs furioso, subindo na mesa do plenário, gritando e apontando o dedo em sentido ameaçador para a deputada Maria do Rosário (PT-RS), que presidia a sessão. O direitista exigia direito de resposta, junto a um grupo de seguidores que gritavam também essa exigência.

O caso citado já é bem conhecido: se refere à sua declaração sobre a mesma Maria do Rosário, na qual disse “Jamais estupraria você, porque você não merece”; afirmação que fez duas vezes, uma em 2003 e novamente em 2014. Isso em resposta a declarações da deputada contrárias aos crimes cometidos na Ditadura Militar.

Quer ele então ter o direito de incentivar as práticas mais nefastas contra mulheres, soltar seus absurdos racistas e homofóbicos por todos os cantos, defender torturadores e ditadores sem o menor obstáculo. Como ousam impedi-lo?

Bolsonaro já construiu a sua fama em torno dessas posições, por conta das quais já é repudiado por milhões. No entanto, Bolsonaro não é só um, representa a clássica direita nojenta do país, que odeia as mulheres, os negros e os homossexuais, e que não veem a hora de calar a todos os lutadores para que possam retirar cada gota de suor dos trabalhadores. A mesma direita que hoje desfere um golpe institucional no nosso país para, um pouco além do que já fazia o governo do PT, rasgar os direitos dos trabalhadores e dos oprimidos, conquistados com anos e anos de luta.

Não temos nenhuma ilusão em Maria do Rosário, ou no próprio PT, que durante 13 anos de governo só fez entregar os direitos das mulheres para pactuar com essa mesma direita, abrindo uma avenida para a política golpista que assumem hoje, e portanto os deixando cada vez mais livres para defenderem posições machistas e opressoras de toda a ordem. Ainda assim, com toda a certeza devemos repudiar com veemência as declarações deste senhor, que é uma agressão a todas as mulheres, ao incentivar uma prática criminosa como o estupro que atinge uma mulher a cada 11 minutos no nosso país.

Precisamos impedir que estes setores continuem a criar asas, permitindo-os darem show nos espaços públicos em defesa de suas concepções. E isso, se dará com a força das mulheres, da juventude e da classe trabalhadora nas ruas, em luta contra esta direita que cada dia mais quer atacar a todos nós.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar