Sociedade

DIREITA

Responsável por bandeira anti-comunista no Cristo Redentor é multado em R$ 100 mil

Os direitistas demoraram mais de 12 horas para colocarem a bandeira no Corcovado e pagaram R$ 3 mil reais para os alpinistas realizarem o trabalho.

sexta-feira 11 de maio| Edição do dia

Imagem: Lu Lacerda

Ontem o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) multou em R$100 mil reais o responsável por pendurar uma bandeira anti-comunista no pé do Cristo Redentor no Rio de Janeiro. Segundo o órgão, o ato teria infringido 3 tombamentos, instituídos pelo IPHAN, o município do Rio e pela Unesco.

O fundador do grupo de direita "O Pesadelo Qualquer Político" assumiu no dia seguinte a autoria do ato, bandeira estendida no Cristo constavam os dizeres “O Brasil jamais será vermelho” e “Fora comunismo”. Ainda continha uma frase de repúdio a FHC, Lula e Dilma.

Em nota o ICMBio afirmou que "os escaladores que instalaram a bandeira perfuraram a rocha para sem seguir os procedimentos definidos pelo Parque Nacional da Tijuca para abertura de vias de escalada e danificaram a vegetação fixada na encosta". A multa de 100 mil reais está baseada no artigo 73 do decreto 6514/2008, que define o valor da multa para essa infração entre 10 e 200 mil reais, agravado por se tratar de unidade de conservação federal, tendo o valor dobrado conforme o artigo 93 do mesmo decreto, segundo O Globo.

A situação risível foi tão mal planejada pelos organizadores que quem olhava a bandeira de longe não conseguia avistar faixa preta ao redor da foice e martelo. Isso gerou muitas risadas nas redes sociais pois parecia se tratar de uma propaganda comunista em homenagem aos 200 anos de Karl Marx.




Tópicos relacionados

Extrema-direita   /    Sociedade   /    Marxismo

Comentários

Comentar