Sociedade

BRUTAL ASSASSINATO DE VEREADORA DO PSOL NO RIO DE JANEIRO

Repudiamos o assassinato de Marielle Franco vereadora do PSOL Carioca

quinta-feira 15 de março| Edição do dia

Uma comoção atinge os cariocas e os setores progressistas em todo o país. Na noite desta quarta-feira, a Vereadora Marielle Franco, do PSOL, foi brutal e covardemente assassinada.

Nós do Esquerda Diário e do MRT nos solidarizamos com familiares, amigos, companheiros e companheiras do PSOL e cada um que admirava a luta de Marielle. Através dessa nota queremos também expressar nossa indignação com este assassinato bárbaro.

O carro em que estava, vindo de uma atividade “Jovens Negras movendo as estruturas”, na Lapa, foi alvejado com vários tiros, que mataram também o motorista, Anderson Pedro Gomes. O que gera ainda maiores suspeitas de execução é que os atiradores fugiram sem levar nada.

Há suspeitas de que possam ser repercussão direta de denúncias do último sábado, dia 10, quando Marielle denunciou a ação de PMs do 41º BPM (Irajá) na Favela de Acari.

Trata-se de um batalhão conhecido como “Batalhão da morte”, por ser dos mais assassinos, e que recentemente havia sido alvo de denúncias de mais uma onda de absurdos de uma polícia racista e violenta, com invasão de casas e todo tipo de violações de direitos elementares. Ela havia compartilhado e amplificado as denúncias, que neste caso contavam inclusive com o extremo de que os jovens eram jogados em um valão. Marielle também participava da comissão da Câmara dos Vereadores do RJ que investigava a intervenção federal, o que pode ser mais um motivo do ocorrido.

Nossa indignação precisa se expressar nas ruas. É necessário uma comissão de investigação independente para apurar esse crime.




Tópicos relacionados

PSOL   /    Sociedade   /    Rio de Janeiro   /    Negr@s

Comentários

Comentar