Sociedade

Repudiamos as invasões aos gabinetes do PT e do PSOL durante a posse de Bolsonaro

sexta-feira 4 de janeiro| Edição do dia

Durante os preparativos para a posse de Jair Bolsonaro esta semana em Brasília, ao menos oito gabinetes de deputados federais do PT foram invadidos, assim como de deputados do PSOL. Não havia autorização dos parlamentares para entrada nos gabinetes, nem das lideranças e nem mesmo do presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia.

Em entrevista, o deputado Odair Cunha (PT-MG) contou que chegou nesta quarta-feira em seu gabinete e encontrou gavetas abertas e as persianas das janelas lacradas com parafusos.

Até agora, não foi divulgado o responsável pela invasão e pelo intervenção nos gabinetes, supostamente autorizada pela polícia legislativa, que não informou a mando de quem e alegou motivos de segurança.

Repudiamos veementemente essas ações supostamente "investigativas" que são na verdade uma forma de intimidar esses deputados, de partidos que se negaram a participar da posse do atual presidente.

Os avanços no autoritarismo desse governo são a mais clara demonstração de que é preciso colocar em marcha a força da classe trabalhadora para lutar contra as reformas e em defesa dos setores mais oprimidos, que vieram sendo ameaçados e atacados fortemente por Bolsonaro e inclusive em declarações de Damares Alves, ministra de Direitos Humanos, que nessa semana declarou que "vivemos uma nova era no Brasil: meninos vestem azul e meninas vestem rosa", anunciando a perseguição às populações trans, LGBTs em geral e reafirmando sua concepção de que às mulheres está relegado o papel de trabalhadora doméstica não remunerada no ambiente familiar.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar