Política

PODRES PODERES

Renan Calheiros quer investigar o super salário do Judiciário

O presidente do Senado, Renan Calheiros, criou comissão para investigar o chamado extra-teto dos Três Poderes. Serão checados todos os salários do Judiciário, Executivo e Legislativo que ultrapassem o teto constitucional de 33.763. Apesar de ninguém dizer, o movimento mira o Judiciário, especialmente integrantes do Ministério Público, que tem investigado parlamentares. O Senador Renan Calheiros diz que é um “absurdo pessoas ganharem R$ 90 mil, R$ 100 mil, R$ 200 mil, quando estamos fazendo sacrifício controlando o gasto público”.

Guilherme de Almeida Soares

São José dos Campos

quinta-feira 10 de novembro| Edição do dia

A relatora da comissão será a senadora Kátia Abreu, escolhida pelo presidente do Senado Renan Calheiros.

A crise que se abriu entre o Senado e o Supremo Tribunal Federal por conta da Operação Mértis está muito longe de terminar. Depois da ministra do Supremo ter ameaçado o cargo de Renan Calheiros, o presidente do Senado contra ataca a turma de Carmem Lúcia investigando os super salários e os privilégios que os membros do Judiciário possuem. Com esta ação, Renan Calheiros visa desgastar o setor do STF que é declaradamente a favor da operação Lava Jato.

As denúncias que saíram na mídia oficial sobre o super - salário dos juízes mostrou de um lado que os senhores de toga possuem uma realidade muito distante dos trabalhadores e dos setores populares da sociedade. De um lado, o aumento de salário para o Judiciário mostrou que o discurso de que ’’devemos apertar os cintos’’ não serve para os políticos e muito menos para os funcionários de alto escalão.

Conforme denunciamos aqui, o Judiciário mais rico do mundo que possui mais de 10 mil juízes que ganham acima do teto estabelecido, está na linha de frente para implementar a reforma da previdência e trabalhista. Estes elementos que colocamos neste texto, são uma clara representação do porque apenas 29% da população brasileira confia nesta instituição brasileira. É através destes elementos que Renan Calheiros se apoia para desgastar o Judiciário.

Por sua vez, não podemos ter nenhuma ilusão que Renan Calheiros pode representar uma saída para combater os privilégios dos membros do Judiciário. O presidente do Senado também usufrui do seu alto salário e privilégios. O fato dos senhores de toga receberem mais do que o teto estabelecido, não isenta o fato de Renan Calheiros também fazer parte desta turma de privilégiados.

Por trás deste confronto entre Renan Calheiros e o Supremo Tribunal Federal, existe uma disputa entre a ala pró governo Temer e o setor Lava Jato até o final. Enquanto Carmem Lúcia quer que as medidas impopulares sejam implementadas imediatadamente, Renan Calheiros quer buscar um consenso entre os setores da classe dominante para atacar os trabalhadores e os setores populares da sociedade.

O objetivo do Senador Renan Calheiros é desgastar o setor do STF que gira em torno da Carmem Lúcia para fortalecer a ala pró-governo golpista de Michel Temer. A intenção de Calheiros com esta ação é fazer com que a turma de Temer esteja na linha de frente para implementar as medidas impopulares contra os trabalhadores e demais setores populares da sociedade.

Somente a luta independente dos trabalhadores em conjunto com demais setores populares da sociedade pode fazer com que todo político e funcionário de alto escalão ganhe o mesmo salário de uma professora da rede pública estadual.




Tópicos relacionados

Carmem Lúcia   /    STF   /    Renan Calheiros   /    Política

Comentários

Comentar