Política

PSDB NA BASE DO GOVERNO

Relator da reforma trabalhista defende que PSDB saia do governo, mas as reformas fiquem

terça-feira 23 de maio| Edição do dia

O relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), defende que os tucanos deixem o governo Michel Temer e entreguem os cargos. O tema, porém, ainda não gera consenso na cúpula da legenda e o parlamentar diz que o assunto continuará ser avaliado. O setor paulista da legenda, por exemplo, com o governador Alckmin a frente, defende que seria um erro abandonar o barco de Temer agora.

Ao chegar à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, o parlamentar capixaba disse que o compromisso do PSDB "não é com este ou aquele governante de plantão". "O nosso compromisso é com a sociedade brasileira", afirmou. "O fato de entregar os ministérios não significa dizer que a gente não esteja aqui no Congresso apoiando essas medidas e apoiando essas reformas. Elas são importantes para a sociedade brasileira", completou.

Ou seja, Ferraço, que não ao acaso é o relator da reforma trabalhista, deixa escancarado seu interesse em aprovar reformas, ataques e retirada de direitos dos trabalhadores e da juventude a qualquer custo. Inclusive se o custo for o PSDB perder os ministérios, o senador defende que se abandone o barco afundando antes que as reformas afundem junto para garantir a continuidade do projeto de descarregar nas costas dos trabalhadores os custos da crise com a implementação das reformas trabalhista e da previdência.

Com informações da Agência Estado.




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    PSDB   /    Política

Comentários

Comentar