Opinião

TRIBUNA ABERTA

Polícia reprime ocupação de estudantes da UFMS

quarta-feira 16 de novembro| Edição do dia

FOTO: Jornalistas Livres

(TRÊS LAGOAS - MS)

Na madrugada do dia 14/11/2016, estudantes da Universidade Federal Do Mato Grosso do Sul, que recentemente participaram da Ocupação dos Campus I e II da UFMS-CPTL, foram surpreendidos por uma intensa repressão policial enquanto participavam de uma festa de confraternização em uma república estudantil.

A polícia chegou invadindo o local sem que ninguém percebesse, sem nenhum mandato em mãos provocando pânico nos estudantes, uma vez que os policiais militares chegaram arrombando a porta da sala da república, onde alguns estudantes ouviam música e dançavam.

Uma das residentes da república, que cursa Direito na UFMS, foi até os policias questionando a entrada arbitrária dos mesmos, logo foi imobilizada por mais de 4 policiais que a agrediram com estrangulamento e puxões de cabelo. Diante esse cenário de repressão, os estudantes foram tentar prestar socorro a vítima e a partir daí, os policiais militares começaram a atirar bala de borracha a queima roupa nos estudantes, sendo que 3 deles foram atingidos, duas estudantes foram parar no hospital, uma delas teve o seu joelho quebrado com impacto da bala a queima roupa e uma outra teve sua coxa perfurada profundamente por uma bala de borracha, sendo necessário retirada do projétil com pinça no Hospital e sutura (4 pontos).

Além das balas de borracha, os policiais sacaram armas de fogo, pistolas automáticas que foram apontadas para o rosto de alguns estudantes que tentavam acalmar a situação e socorrer as vitimas que ali estavam cercadas pelos policiais.
5 estudantes foram conduzidos a delegacia local, e ontem 15/11/2016 por volta das 18 horas foram conduzidos para o presídio, onde permanecem até o presente momento. Outros estudantes que também participavam da festa estão sofrendo ameaças e perseguição, principalmente aqueles que filmavam toda ação policial. Alguns celulares foram "confiscados" pelos policiais. No momento os estudantes precisam de advogados de preferência ativistas residentes na região, e também solicitam apoio para que nenhum estudante fique preso ou continue sofrendo perseguição por lutarem por uma causa tão digna quanto o futuro de toda a população brasileira!

Lutar não é crime!
Liberdade imediata para os estudantes presos !
Liberdade já para todos Presos Politícos do Brasil e do Mundo!




Tópicos relacionados

#OCUPATUDO   /    Opinião

Comentários

Comentar