Mundo Operário

PRIVATIZAÇÃO NA USP

Reitor da USP abre edital para privatizar parte do bandejão central

Sob comando do novo reitor, Vahan, seguem os ataques contra a classe trabalhadora e o projeto de desmonte da Universidade de São Paulo. Mais uma vez a Reitoria ataca os bandejões: o setor que já está mais precarizado do bandejão central, a sala de louças, será terceirizada.

segunda-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

A reitoria e a superintendência da SAS publicaram um edital para promover a terceirização da sala de louça do bandejão central. Atualmente, 70% dos trabalhadores dos bandejões estão doentes em decorrência do ritmo desumano de trabalho e da falta de funcionários, que acaba sobrecarregando os que ficaram.

A contratação vai ser feita cirurgicamente para a sala de louça, o que torna a situação mais difícil, pois hoje pouquíssimos trabalhadores suportam trabalhar neste setor. A sala de louça é um dos setores mais pesados em termos de trabalho: recentemente trabalhadores romperam dois ligamentos de tanto esforço físico repetitivo.

Por não suportar mais as precárias condições de trabalho nos bandejões, mais de 30 trabalhadores aderiram ao programa lançado pela reitoria, chamado Renova, um programa de transferências de funcionários para outras unidades da USP sem a reposição do quadro funcional. Este programa aberto pela Reitoria aumenta ainda mais a divisão entre os trabalhadores e as expectativas de que possam ser transferidos para postos de trabalho que não sejam tão danosos à sua saúde já debilitada pela exaustiva rotina dos bandejões.

Com esse programa e se apoiando nos problemas de saúde dos trabalhadores, a Reitoria avança com o desmonte do bandejão e com seu projeto de privatização do ensino superior público.

O pregão para contratação da empresa terceirizada irá acontecer no dia 08 de março. Simbolicamente, a Reitoria e a superintendência da SAS avançarão com a privatização justamente no Dia Internacional das Mulheres: sabemos que a terceirização assola toda a classe trabalhadora mais precarizada, que são na maioria das vezes as mulheres negras.

Por isso, façamos do 8 de março também um dia de luta contra a terceirização, que avançou a passos largos no governo Temer com a aprovação da Lei da Terceirização e da reforma Trabalhista, que dá ainda mais poder para os capitalistas e seus aliados explorarem a classe trabalhadora, se apoiando fortemente no racismo e no machismo presentes.

Veja abaixo o texto do edital publicado pela SAS:

" UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

SUPERINTENDENCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

Seção de Compras – contato: (11) 3091-2037 / 3091-9039 / 26480695

Selecione abaixo o Edital em que deseja participar:

Edital 002/2018 – SAS - Pregão Presencial Prestação de Serviço de Limpeza e Higienização de utensílios de cozinha industrial

A SUPERINTENDÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, através da Seção de Compras, torna público aos interessados que realizará licitação na modalidade de PREGÃO PRESENCIAL sob o nº 002/2018 cujo objeto é Prestação de Serviço de Limpeza e Higienização de utensílios de cozinha industrial. O prazo final para entrega dos envelopes e a realização da Sessão Pública do Pregão será no dia 08 de março de 2.018, às 09:30 horas, no Auditório dos Funcionários da SAS, no seguinte endereço: Rua do Anfiteatro, 295, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo, SP, conforme especificações e condições constantes do edital e seus anexos que estará à disposição dos interessados a partir desta publicação, na Seção de Compras da SAS - Rua do Anfiteatro, 295, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo – SP

Edital Completo PREGÃO 0022018 – Prestação de Serviço de Limpeza e Higienização de Utensílios de Cozinha Industrial"




Tópicos relacionados

Terceirização   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar