Política

REFORMA PREVIDÊNCIA

Reforma da Previdência do governo golpista pode ter idade mínima superior 65 anos

O projeto prevê que a idade mínima para se aposentar aumente de acordo com o crescimento da sobrevida da população. Também prevê o aumento do tempo mínimo de contribuição para se conseguir o benefício.

quinta-feira 29 de setembro| Edição do dia

A proposta de Reforma da Previdência que segue nas mãos do golpista Temer, carrega consigo uma gatilho que visa atacar ainda mais os trabalhadores. A ideia da proposta é de que a idade mínima de aposentadoria suba de acordo com a sobrevida dos trabalhadores.

O dispositivo que busca uma “calibragem” no sentido de elevar o tempo mínimo de aposentadoria dos trabalhadores é defendido pelo governo golpista como forma de fazer com que os efeitos deste retrocesso seja ainda mais longo sem a necessidade de se discutir novos projetos de reforma previdenciária.

Porém, Temer já sinalizou que a proposta será levada ao Congresso somente em novembro, após o segundo turno das eleições municipais. A decisão aparenta ser mais um recuo do governo golpista que encaminharia a proposta ainda este mês. Ao que parece, os recuos do governo também se relaciona com as dificuldades que, ainda em menor grau vem se apresentando para aprofundar seus ataques, como na MP de reforma do Ensino Médio que se tentou demagogicamente mascarar o retrocesso depois da enxurrada de manifestações que já traduzia o descontentamento da juventude com a medida.

No jantar oferecido por Temer aos ministros, Henrique Meirelles reafirmou a prioridade do governo em aprovar a PEC que limita os gasto públicos. Ou seja, o que todas essas medidas buscam na verdade é cortar gastos das áreas sociais e direitos da juventude e dos trabalhadores para que paguemos o preço pela crise dos ricos.




Tópicos relacionados

Especial Previdência   /    Governo Temer   /    Ajustes Fiscais   /    Governo Hollande   /    Política

Comentários

Comentar