Política

ELEIÇÕES 2018

Record se coloca a serviço de eleger Bolsonaro com entrevista no horário do debate

quinta-feira 4 de outubro| Edição do dia

Imagem: AFP 2018/ Miguel SCHINKARIOL

No mesmo horário do debate presidencial na Globo, o candidato Jair Bolsonaro e a TV Record, do bispo Edir Macedo, realizarão uma entrevista. O candidato não irá ao debate da Globo, Bolsonaro recorreu a um atestado médico, e depois marcou a entrevista na emissora do bispo, que declarou apoio a ele. O uso de uma concessão pública em favor de um candidato é considerado crime eleitoral.

Com o forte apoio de alas da burguesia, Bolsonaro vem crescendo fortemente nas últimas pesquisas. Na mesma semana em que Sergio Moro quebrou o sigilo da delação de Palocci, sua esposa foi fazer campanha para o candidato do PSL. A bancada evangélica declarou também o seu apoio a ele, o que interessa a uma massa de eleitores (50% dos eleitores evengélicos vota em Bolsonaro).

O combate a esse candidato não pode se dar de mãos dadas com o capital financeiro e os mesmos golpistas e reacionários que deram o golpe em 2016. O PT quer reeditar um pacto de "reconciliação nacional" com setores do MDB, e do próprio PSDB. Devemos nos concentrar em ter nosso centro na luta de classes.

Devemos lutar para colocar a frente uma constiuinte livre e soberana imposta pela luta. Poderíamos, a partir de uma enorme mobilização, discutir grandes temas nacionais com o conjunto da população, para impor, por exemplo, medidas como que cada deputado eleito, tenha seu mandato revogável e ganhe o mesmo que uma professora.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar