Internacional

POLÍTICA XENÓFOBA

Rechaço mundial obriga Trump a acenar que reunirá pais e filhos, mas nas mesmas jaulas

Diante da crise gerada para o governo Trump em torno da situação escandalosa de milhares de crianças imigrantes nos EUA, separadas de seus pais e enjauladas na fronteira, o presidente americano anunciou um recuo bastante parcial nessa política xenófoba e anti-imigratória.

quinta-feira 21 de junho| Edição do dia

Foto: Reuters

Nessa quarta-feira, 20, Trump disse que acabará com a separação de pais e filhos nas fronteiras através de uma ordem executiva (uma espécie de decreto presidencial) que reuna as famílias imigrantes. Desde abril estipulam-se 2000 crianças separadas pelo governo americano.

Porém, na mesma declaração, afirmou que manterá a linha dura contra "invasores" e "criminosos", sinalizando que seguirá condenando e prendendo as famílias de imigrantes, ou seja, manterá pais e filhos juntos, agora presos nas mesmas celas, sem ainda ter qualquer acusação de crime cometido.

Essas famílias não são responsáveis pela barbárie que são submetidos para atravessar a fronteira, fugindo da barbárie que o próprio imperialismo yankee relegou historicamente ao México, ao Haiti, à Guatemala, inclusive o Brasil, que já tem oito crianças enjauladas separadas de seus pais.

O vídeo acima foi filmado na cidade de McAllen, no Texas, onde há um "local de recepção" dos imigrantes capturados tentando cruzar as fronteiras ilegalmente, montado onde antes era um armazém. São campos de detenção de imigrantes, a barbárie imperialista vista antes na Europa e no Mediterrâneo agora também se vê nos EUA.

As jaulas anti-imigrantes de Trump: a cara bárbara de um capitalismo apodrecido

Essa terrível situação retratada em alguns vídeos choca como chocou as milhares de mortes imigrantes ano passado, que apesar de sumirem das manchetes da grande mídia, seguem ocorrendo. A chocante imagem da criança síria falecida nas praias turcas é o retrato do que os protecionismos e nacionalismos em alta nas economias imperialistas, enquanto resposta a uma situação econômica mundial débil desde a última crise de 2008, estão dispostos a lidar para justificar um sistema capitalista decadente de exploração do trabalho e miséria humana. A situação das crianças nos EUA, apesar das lágrimas de crocodilo de Hillary, Obama, e das mídias imperialistas por todo mundo, são mais uma mostra de que o capitalismo falhou com a vida humana e merece perecer.




Tópicos relacionados

Imigrantes   /    Xenofobia   /    Donald Trump   /    Internacional

Comentários

Comentar