Política

TÍTERE ENTREGUISTA

Reafirmando seu servilismo aos EUA, Bolsonaro facilitará proposta de Temer de entrega da Embraer para a Boeing

terça-feira 6 de novembro| Edição do dia

Para a felicidade do imperialismo americano, o reacionário Jair Bolsonaro reafirmou a proposta formulada no governo Temer de entrega da Embraer para a Boeing.

Mostrando mais uma vez o seu caráter entreguista e pró-imperialista, Bolsonaro já havia prometido que iria apoiar a venda da empresa brasileira para a norte-americana, proposta que colocará em risco dezenas de milhares de empregos de trabalhadores brasileiros.

Em sua primeira entrevista como presidente eleito, sem se importar com estes milhares de empregos, mas ressaltando os interesses dos grandes empresários envolvidos, disse que ’’a fusão da Embraer com a Boeing continua sem problema algum e sim vou avalizar’’.

Antes da eleição de Bolsonaro, o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, afirmou á Reuters que a parceria seria levada ao grupo de transição para que fosse analisada e aprovada ainda neste governo.

Depois das eleições, o futuro Ministro da Defesa (que poderia ser chamado de "Ministro da Defesa dos interesses imperialistas"), disse agora que também via com bons olhos a entrega da empresa brasileira, também ignorando os empregos que serão perdidos, ainda que abusou de demagogia ao afirmar que pretendia conhecer os termos do que estava sendo acordado.

Vale lembrar que governo brasileiro tem uma chamada ’’golden share’’ na Embraer entre os sócios da cia aérea, o que lhe dá poderes para aprovar e vetar temas estratégicos para a empresa, mas conforme viemos denunciando e se confirmando com a realidade desde o governo Temer, um dos objetivos da eleição de Bolsonaro é também colocar a venda o país para o capital estrangeiro.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    embraer   /    Aeroportos   /    Bolsonaro   /    Aeroviários   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar