Negr@s

LIBERDADE PARA RAFAEL BRAGA

Rafael Braga, vítima da justiça racista e de um sistema carcerário em colapso

Rafael Braga é um caso extremamente representativo do racismo institucional no Brasil. Ele é vítima de justiça racista e burguesa que o condenou injustamente e, na última terça (22), o diagnóstico de tuberculose e o descaso com sua saúde expressam também um sistema carcerário em colapso, desumano, onde os presos, muitos que sequer foram julgados, não têm direito nem a um tratamento mínimo de saúde.

quarta-feira 23 de agosto| Edição do dia

Foto: Matias Maxx/Vice

Confirmado o diagnóstico de tuberculose de Rafael Braga. Mais um episódio muito representativo do racismo institucional no Brasil. Rafael retornou ao presídio Bangu 2 e receberá os medicamentos necessários, além de utilizar máscara. A cela onde ele estava preso, no momento em que saiu para se tratar, não tinha sequer colchão. Ele será transferido para um lugar menos insalubre.

O encarceramento em massa que ocorre no Brasil gera uma profunda crise e um terrível caos no sistema carcerário. Milhares, talvez milhões, de jovens, negros, pobres como Rafael Braga adoecem e morrem nos presídios brasileiros. A pressão social e a visibilidade deste caso garantiram que ele tivesse direito a um tratamento.

As terríveis condições das cadeias, resultado da superlotação e do descaso total do Estado, são causas disso. Os altos índices de tuberculose no Brasil são multiplicados nestes ambientes insalubres onde só têm direito a atendimento médico os casos que repercutem. A regra é que sejam esquecidos, jogados à própria sorte, espalhando a doença e morrendo nas cadeias. A saúde pública, também caótica e fazendo milhares de vítimas do lado de fora das prisões, é ainda mais precária para quem está preso.

Veja mais: Rafael Braga, negro, portador de pinho-sol condenado a 11 anos pela “justiça” racista




Tópicos relacionados

Rafael Braga   /    Racismo   /    Rio de Janeiro   /    Negr@s

Comentários

Comentar