Sociedade

CORONAVÍRUS: USP

Radialista da Rádio USP, Marcello Bittencourt, morre vítima da COVID-19

quinta-feira 30 de abril| Edição do dia

Foto retirada dá página da Biblioteca Sonora do Jornal da USP

Faleceu hoje, 30 de abril, Marcello Bittencourt, produtor do programa “Biblioteca Sonora”, importante programa dedicado à literatura, e ex-diretor da Rádio USP, aos 68 anos de idade pela covid-19. Marcello estava internado há cerca de 40 dias, primeiro no Hospital Universitário da USP para operar uma peritonite. Lá recebeu o diagnóstico de contaminação pelo novo coronavírus e foi transferido para o Hospital das Clínicas, onde faleceu.

Em nota a Adusp lamentou a morte. No Facebook amigos e admiradores do radialista manifestaram pesar e exaltaram o talento de Bittencourt.

Reconhecido radialista, seu programa entrevistou grandes personalidades da literatura como Augusto de Campos e recentemente o escritor angolano Pepetela. Sua morte ocorreu no dia em que o Brasil bateu recorde de mortes pela covid-19. Nas palavras da jornalista do Jornal da USP Marcia Furtado Avanza em post do Facebook: “Essa "gripezinha" levou hoje um dos grandes amigos que tive. Marcello Bittencourt, ex-diretor da rádio USP e uma das figuras mais incríveis e cultas que conheci. Levei o Marcello para o hospital há 40 dias, foi a última vez que o vi sem poder abraçá-lo. Tinha certeza que ele ganharia a batalha. Não deu. O rádio brasileiro perde um de seus grandes talentos, super premiado produtor e apresentador. Eu perco um amigo e nada compensa isso. Meu coração está cheio de raiva das pessoas que ainda insistem em sair por aí.”

Aos familiares e amigos deixamos nossa solidariedade. Marcello Bittercourt, presente!




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Sociedade   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar