Internacional

INTERNACIONAL

Racista Trump chama senadora indígena de ’Pocahontas’, e completa “mas eu gosto de vocês”

terça-feira 28 de novembro| Edição do dia

FOTO: Oliver Contreras-Pool/Getty Images

Não surpreendentemente, o presidente dos EUA foi racista para atacar uma opositora política, a Senadora Elizabeth Warren. "Vocês já estavam aqui muito antes que qualquer um de nós. No entanto, temos uma representante no Congresso que, dizem, estava aqui há muito tempo. Eles a chamam de ’Pocahontas’. Mas, eu gosto de vocês", disse o reacionário Donald Trump.

No evento realizado ontem, 27, Trump recebeu três integrantes da tribo Navajo em um tributo a veteranos indígenas da segunda guerra que desenvolveram um código baseado em seu idioma para combater os nazistas junto às Forças Armadas dos EUA. O presidente não perdeu a oportunidade de ser racista depois de elogiar os indígenas como “incríveis” e “muito especiais”, o que parece ter sido engraçado para membros da sua equipe.

Segundo Trump as repetidas reivindicações da senadora que lecionou na Faculdade de Direito de Harvard de ser nativa americana são para promover a própria carreira acadêmica, e isso deve ser motivo o suficiente para destilar seu racismo escancarado.

A opositora de Trump declarou: "Isso deveria ser um evento para honrar heróis, gente que apostou tudo pelo nosso país, que, com seu incrível trabalho, salvou a vida de inúmeros americanos e nossos aliados. É profundamente lamentável que o presidente dos EUA não consiga passar uma cerimônia que honre esses heróis sem ter que lançar uma injúria racial.".




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Racismo EUA   /    Povos indígenas   /    Racismo   /    Internacional

Comentários

Comentar