Mundo Operário

NATAL

RN: Moradores da Comunidade do Mosquito fazem protesto contra a violência

Na quinta-feira, moradores da comunidade do Mosquito, em Natal-RN, realizaram manifestação pedindo justiça e paz por um menino de 13 anos baleado na cabeça na manhã do mesmo dia, enquanto juntava materiais recicláveis na linha do trem. O menino foi levado diretamente ao hospital e passa bem, mas a família afirma que o pai está internado há mais de uma semana, após passar pela mesma situação.

sexta-feira 14 de agosto| Edição do dia

No fim da tarde de ontem (13), moradores da Comunidade do Mosquito, localizada no Bairro das Quintas, Zona Oeste da capital potiguar, realizaram uma manifestação pedindo por paz, após um menino de 13 anos ser atingido por um tiro na cabeça enquanto juntava materiais para reciclagem na linha do trem. O tiro partiu de um carro em movimento e o autor não foi identificado. A manifestação fechou o acesso à Ponte de Igapó, que conecta as Zonas Oeste e Norte de Natal, na Av Felizardo Moura e também fecharam a linha férrea por 15 minutos. A família disse à Inter TV Cabugi que o pai do menino está internado há mais de uma semana após ter sofrido o mesmo ataque.

Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos com os familiares e moradores da Comunidade do Mosquito, continuamente ameaçada e atingida pela violência policial e o descaso estrutural do Estado, da prefeitura de Álvaro Dias (PSDB) e também do governo estadual de Fátima Bezerra (PT). Seguimos exigindo justiça por Geovane Gabriel, jovem negro do Bairro Guarapes, visto com vida pela última vez sendo abordado pela PM em Parnamirim -RN.

Leia também: É verdade que os governadores do Nordeste combateram bem a pandemia?




Tópicos relacionados

Rio Grande do Norte   /    Rio Grande do Norte   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar