Política

PRIVILÉGIOS

RJ: Deputados e magistrados podem ficar livres de congelamento dos salários por 3 anos

A denúncia foi veiculada pelo Jornal Extra, o Esquerda Diário está averiguando a informação, que seria uma denúncia escandalosa

quinta-feira 2 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Não é novidade para ninguém que os políticos e juízes brasileiros são cheios de privilégios. Em meio à crise no país não se intimidam e seguem aumentando os privilégios em muitos casos. O Jornal Extra fez essa denúncia que replicamos abaixo e o Esquerda Diário vai averiguar a informação, que seria mais um insulto contra o povo carioca que está vendo a crise que não criaram descarregada sob suas costas, enquanto os de cima seguem com seus privilégios.

Segundo o Jornal Extra, "para deputados e os funcionários do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) que analisaram o termo assinado entre o governo do Rio e a União, o congelamento de salário por três anos terá como alvo, principalmente, os funcionários públicos do Executivo. O motivo da convicção de alguns parlamentares é a vinculação dos rendimentos de certos cargos à esfera federal. Por exemplo, caso o Supremo Tribunal Federal (STF) proponha um aumento para seus ministros, e consiga a aprovação no Congresso, desembargadores e juízes do TJ-RJ também terão direito ao percentual, em função do efeito-cascata que existe entre os órgãos. O mesmo acontecerá com os deputados estaduais, caso os parlamentares em Brasília aprovem um aumento para senadores e deputados federais."




Tópicos relacionados

Crise no Rio de Janeiro   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar