Sociedade

CORONAVÍRUS

R$ 55 de merenda para os estudantes: Doria raciona merenda também na crise do coronavírus

Lembram de quando João Dória racionava a merenda e queria oferecer para as crianças “ração humana”? O governador de São Paulo que agora aparece como um ótimo “gestor” em comparação ao negacionismo genocida de Bolsonaro quer oferecer R$ 55 para cada aluno da rede pública como “alternativa” a merenda escolar, valor corresponde a apenas 10,5% do valor de uma cesta básica na cidade de São Paulo segundo dados do Dieese.

quinta-feira 26 de março| Edição do dia

Diante da crise do coronavírus cada vez mais dura para os trabalhadores fruto do descaso dos capitalistas e governantes que não estão preocupados em garantir nossas vidas mas sim os seus lucros, o governador de São Paulo João Dória nos lembrou de umas das mais célebres políticas dos tucanos, seu partido: roubar merenda das crianças.

Comentando o valor de R$ 55 oferecido como auxilio merenda Doria disse que "O pagamento será feito aos estudantes das famílias que vivem em situação de extrema pobreza de acordo com o castro único do governo federal", "O valor é suficiente para comprar uma cesta básica", Não espanta a postura de Doria já que quando estava na prefeitura de São Paulo queria oferecer “ração humana” para os estudantes. Também não espanta a cara de pau do governador que mente dizendo que o valor seria suficiente para comprar uma cesta básica, segundo dados do Dieese esse valor corresponderia a apenas 10,5 % do valor pago em uma cesta na cidade de São Paulo.

Umas das questões que freqüentemente são noticiadas pelos médicos e especialistas é que para combater o vírus nosso corpo precisa de um sistema imunológico fortalecido e para tanto uma alimentação saudável é fundamental. Mas claramente Doria não está preocupado com a saúde das milhares de crianças que longe da escola e sem merenda muitas vezes passam por necessidades em suas casas, ainda mais em um cenário de crise econômica onde os pais muitas vezes podem estar desempregados ou perderão seus empregos como mostramos neste artigo.

Pelo contrário, o governador de São Paulo oferece míseros R$55 de auxilio merenda enquanto faz coro com Bolsonaro e os capitalistas quando o assunto é cortar nossos direitos, como fez na segunda-feira ao elogiar a MP da morte que pretendia suspender os salários dos trabalhadores por 4 meses.

Não podemos aceitar o descaso com que tratam nossas vidas, é necessário exigir medidas que possam garantir nossa saúde e não o lucro dos capitalistas. Devemos exigir que o Estado forneça alimentação suficiente para essas crianças, garantir que sejam entregues cestas básicas ou até mesmo a distribuição diária de marmitex na casa dos alunos através dos serviços de entrega do governo.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    João Doria   /    Máfia das Merendas   /    Sociedade

Comentários

Comentar