Política

REFORMA DO ENSINO MÉDIO

Quem é Izalci Lucas, presidente da Comissão da Reforma do Ensino Médio?

Izalci Lucas (PSDB/DF) presidirá a comissão que da Medida Provisória que reformará o Ensino Médio é um político cuja ficha é bastante extensa incluindo acusações de falsidade ideológica e formação de quadrilha por exemplo.

quinta-feira 13 de outubro| Edição do dia

Foi formada uma comissão especial para encaminhar a MP Reforma do Ensino Médio, ela será presidida Izalci Lucas (PSDB/DF), que segue com quatro ações judiciais em andamento, incluindo acusações de falsidade ideológica e formação de quadrilha.
Izalci que faz parte da bancada evangélica e votou à favor do golpe institucional se mantém em oposição ao governo ilegítimo e goza de privilégios no valor de R$ 357.786,60.

A bancada segue com Elmano Férrer (PTB-PI) como vice-presidente que também tem ações judiciais nas costas, como a de processo de violação de princípios administrativos e um patrimônio de R$1.256.646,67.

Wilson Filho (PTB-PB) ficará como redator, golpista que integra a bancada contra o aborto e retém um patrimônio de R$5.611.270,23. Responsável por doação eleitoral ilegal está inelegível para as próximas eleições.

Estes são pequenos exemplos de que quem está por trás destas medidas impopulares, nunca pisaram dentro de uma sala de aula, pois estão a serviço dos grandes empresários e banqueiros. Tudo o que estes deputados querem é transformar a juventude em mão de obra barata e precária, pois só assim vão conseguir aumentar os seus lucros. Por isso que tem interesse em sucatear a educação, mas também tirar o pouco senso critico que existe dentro da sala de aula.

Por isso que deputados como Izalci Lucas apoia tanto o projeto de lei ’’Escola Sem Partido’’ e agora a reforma escolar. O deputado tucano de Brasília, também votou junto com seus colegas de partido a PEC 241 que visa congelar o investimento da educação durante 20 anos. É nas mãos de corruptos deste tipo que esta o futuro de milhares de jovens. Contra isso é preciso uma ampla mobilização entre trabalhadores da educação, alunos e comunidade para impedir que estes ataques aconteça. Infelizmente estamos vendo os sindicatos sem fazer nada a respeito contra estas medidas. É obrigação da CUT e CTB lutarem contra o governo golpista e seus ataques.




Tópicos relacionados

Educação   /    Política

Comentários

Comentar