Juventude

CONGRESSO DE ESTUDANTES NA UFRN

Que a UNE apoie a greve na UFSC para expandir a luta dos estudantes nacionalmente

O IV Congresso de Estudantes da UFRN começou. O espaço poderia estar servindo para organizar os estudantes nacionalmente contra o Governo Bolsonaro, se apoiando no grande exemplo de mobilização da UFSC mas vem servindo de palanque para a UNE e UBES, que se negam a cumprir esse papel.

sexta-feira 11 de outubro| Edição do dia

A Chapa "Para poder contra-atacar", composta pela Juventude Faísca junto a independentes conseguiu eleger 3 delegados para a Coneuf, IV Congresso de Estudantes da UFRN. Esse espaço poderia servir para organizar os estudantes para conseguir um plano de lutas que se apoiasse na luta da greve estudantil na UFSC e expandisse nacionalmente esse movimento frente a todos os ataques.

Frente ao governo Bolsonaro que aprovou a reforma da previdência para nos fazer trabalhar até morrer, vem cortando na educação desde o começo do ano, extinguindo bolsas de estudo ao mesmo tempo em que impulsiona mais de 200 colégios militares pelo país é necessário um movimento estudantil que esteja a altura para responder a profundidade dos ataques. Infelizmente, o congresso estudantil da UFRN vem ocorrendo com um quórum reduzido de estudantes, com as aulas ocorrendo normalmente .

É importante pensar a problemática em torno dos convidados do congresso serem essencialmente figuras do governo do estado do RN ou da UNE e UBES. Ainda ontem, o presidente da UNE esteve em uma mesa dizendo que constrói assembleias, que quer construir desde a base a luta dos estudantes contra Bolsonaro. Sabemos que essa não é a verdade e a chapa "Para poder contra-atacar" se posicionou cobrando a UNE, maior entidade estudantil no país, que massifique e apoie a luta na UFSC, como não vem fazendo.

Veja o vídeo da Chapa "Para poder contra-atacar" se posicionando no congresso:




Tópicos relacionados

UFRN   /    UNE   /    Greve   /    Juventude

Comentários

Comentar