Mundo Operário

ESQUERDA DIÁRIO IMPRESSO

Quando uma metroviária avança, nenhum metroviário retrocede!

segunda-feira 22 de agosto| Edição do dia

Começou a campanha para a próxima diretoria do Sindicato dos Metroviários. Sabemos que esse ambiente político é dominado por homens, somos poucas as que nos envolvemos como delegadas, cipistas, diretoras. Realizamos a dupla jornada, porque trabalhamos e Metrô e em casa temos que fazer o serviço doméstico, cuidar dos filhos, da família, o que tem muito peso para que nas assembleias sejamos minorias. Mas sabemos também que cada vez mais as mulheres estão ocupando os espaços antes considerados masculinos, rompendo com os padrões e nos colocando a frente pelos nossos direitos. O nosso Sindicato não pode ficar para trás!

Precisamos romper o silêncio e levar o debate sobre o assédio que sofremos da chefia, dos colegas de trabalho e dos usuários, exigir da empresa que tenhamos condições mínimas para atender as mulheres vítimas de assédio sexual, fortalecer a luta contra a terceirização e a precarização do trabalho que atinge nós mulheres, e lutar pela efetivação dessas trabalhadoras sem concurso público.

Construímos a Chapa 5 - Nossa Classe Pela Base e somos a única Chapa que tem como uma das suas ideias principais a luta contra as opressões (machismo, homofobia e racismo), sendo nós mulheres quase 40% da Chapa. Precisamos modificar a cultura machista que existe tendo as mulheres na linha de frente.




Tópicos relacionados

Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar