Política

FARSA DA LAVA-JATO

Provas de propina da Lava-jato estão "perdidas"

Segundo o procurador Carlos Fernando do Santos Lima, coordenador da lava-jato, o MyWebday, sistema da Odebrecht para realizar pagamentos de propinas que foi entregue à justiça no acordo de leniência, não pode ser acessado porque suas chaves de acesso foram “perdidas”.

terça-feira 6 de fevereiro| Edição do dia

O MPF pode nunca conseguir acessar essas informações que segundo o coordenador, em entrevista ao jornal O Globo, foram entregues à justiça em cinco discos rígidos com cópia de dados do software e mais dois pendrives para permitir o acesso as dados do sistema, mas que na prática não tinha as chaves necessárias para o acesso às informações.

“O sistema está criptografado com duas chaves perdidas, não houve meio de recuperar. Nem sei se haverá. Não houve qualquer avanço nisso”.

O MyWebday é o sistema do setor de propina da Odebrecht que organizava os pagamentos à setores públicos, nele estava contido informações completas das propinas, que iam desde nomes, a valores e locais dos pagamentos. Por isso, um arquivo tão importante para qualquer investigação séria em relação à empresa. Mas como já viemos denunciando no Esquerda Diário, e se escancara ainda mais com esse caso, a lava jato não é nenhuma investigação real para combater a corrupção.

O acordo de leniência assinado entre a Odebrecht e a Operação Lava-Jato mostra também a sua farsa, já que os investigadores não se deram ao trabalho de conferir nem mesmo as provas da empresa, conseguindo mesmo sem acesso as elas julgar os casos e emitir benefícios a dezenas de delatores. Evidencia-se assim que os benefícios concedidos pela operação são fruto de acordos espúrios entre as empresas e o judiciário podre, que sob a farsa do discurso de combate a corrupção, se utiliza dos métodos mais arbitrários possíveis para avançar com o golpe institucional.

Como já vimos diversas vezes durante a investigação, e também na condenação de Lula, o judiciário não necessita de provas, seu único objetivo é fazer passar as reformas que atacam a vida e os direitos dos trabalhadores e da população, abrindo cada vez mais espaço ao Imperialismo. Não pune nenhum corrupto, esses pelo contrário, são presos em mansões, vistos andando de avião particular, com mil benefícios, como é Marcelo Odebrecht, muito diferente dos mais de 40% da população carcerária que nem direito a julgamento tem, e da juventude negra, dos movimentos sociais e trabalhadores que são reprimidos dia-a-dias nas periferias e nas suas lutas.

É contra a farsa do judiciário que se fortalece cada vez mais desde o golpe, se utilizando de métodos arbitrários para avançar no plano de reformas e ataques aos trabalhadores, que nós do Esquerda Diário fazemos uma exigência clara às centrais sindicais, queremos Greve geral imediata e efetiva, organizada desde a base dos trabalhadores para barrar a reforma da previdência, que quer nos fazer trabalhar até morrer, e defender o direito do povo em votar em quem quiser. Não é possível que 3 juízes privilegiados possam atacar até mesmo esse direito do povo dentro dessa democracia degradada dos ricos!




Tópicos relacionados

Odebrecht   /    "Partido Judiciário"   /    Operação Lava Jato   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar