Internacional

Protesto em Nova York: professores e estudantes contra Trump

quinta-feira 24 de novembro| Edição do dia

Este artigo foi publicado originalmente em inglês “NYC Protest Teachers and Students Against Trump” [http://leftvoice.org/NYC-Protest-Teachers-and-Students-Against-Trump] na página do Left Voice, parte da rede internacional La Izquierda Diario.

Na segunda às 13h, professores e estudantes da Harvest Collegiate High School em Manhattan marcharam para o Union Square e fizeram um pequeno comício para expressarem-se contra Donald Trump, sua polícia e o ódio que ele representa.

De acordo com professora de ciências, Ashraya Gupta, a Federação Unida de Professores planejou um dia de ação na segunda-feira e a escola respondeu ao seu chamado. Ela disse “nós atendemos as mesmas comunidades que Trump está mirando, então nós precisamos fazer das escolas um espaço que é seguro em todos os sentidos possíveis. Isso significa pressionar para as escolas públicas de Nova York serem espaços santuários para imigrantes. Na nossa sala de aula, o que importa é fazer crianças se sentirem amadas e valorizadas, o que sempre foi o importante. Mas isso é muito mais urgente agora”.

O professor de estudos sociais, Daniel Marshall, disse, “eu entendo ensinar não apenas como entregar conhecimento em algum enlatado para os estudantes. Eu entendo isso como um laço comunitário. Nós não somos cuidadores porque nossos estudantes são independentes de muitas maneiras, mas em um sentido maior, nós somos seus protetores, então isso significa cuidar deles fora da sala de aula também. Nosso comprometimento não pode acabar quando todos nós vamos para casa. Nós temos que estar envolvidos politicamente fora de nossas salas de aula. Nós não aceitamos misoginia, racismo e xenofobia e nós vamos fazer o que é necessário para defender nossos estudantes contra isso”.

As eleições, seguidas da onda de crimes de ódio, abalaram o país. Mais de 400 crimes foram reportados desde as eleições. Professores têm que superar o medo dos estudantes e a violência odiosa desencadeada depois da eleição de Trump. O Left Voice vêm documentando como educadores estão enfrentando a onda de medo e ódio em suas salas de aula. Professores reportam que seus estudantes estão com muito medo de serem deportados, tanto que um perdeu a sanidade mental e outros passaram o dia com o conselheiro de orientação por causa de depressão. Estudantes negros estão experimentando um crescente assédio fora da escola e trazem o peso disso com eles para a escola todos os dias.

Um estudantes disse, “eu sou contra a deportação. É por isso que precisamos tomar medidas. Meus pais são imigrantes ilegais e deportar eles vai não apenas mandá-los para longe, isso vai criar um caos na minha família. Eu tenho irmã pequena, então levar meus pais para longe dela vai causar um grande problema. Não é apenas para mim. É para todos que são imigrantes ilegais”.




Tópicos relacionados

Donald Trump   /    Internacional

Comentários

Comentar