GREVE DE PROFESSORES

Professores estaduais do RN entram em greve por tempo indeterminado

Professores do RN se juntam a luta dos professores em MG e de SP contra a precarização dos servidores e da educação.

sexta-feira 23 de março| Edição do dia

Imagem: Tribuna do Norte

Professores do estado do Rio Grande do Norte deliberaram greve por tempo indeterminado ontem, 22 de março, em assembleia no pátio da Escola Estadual Winston Churchill. A pauta central é o reajuste salarial.

A pauta, que acumula 51 reivindicações de melhorias de condições de trabalho, é pelo reajuste salarial de 6,81% do piso salarial de 2018 e segue em negociação com a Secretaria de Estado de Educação e Cultura (SEEC). A SEEC ofereceu o reajuste e m cinco parcelas e a categoria de trabalhadores não aceitou a proposta.

Depois da recusa, existem agora 4 propostas da SEEC em jogo. A primeira é o parcelamento entre abril e setembro para ativos e inativos, a segunda é 3% em junho e 3,81% em setembro; a terceira é 3% em junho, 3,8% em julho para ativos e 3,8% em setembro para inativos; a quarta é o pagamento integral para os ativos em abril e parcelado em cinco vezes para inativos entre abril e setembro.

Todo apoio à greve dos professores da rede estadual do RN, que, como os professores estaduais de MG e municipais de SP travam uma forte luta. A luta dos professores hoje em reivindicação salarial, mas também como reformas que adaptam as reformas do presidente golpista Michel Temer, como o SAMPAPREV em SP, merecem e podem vencer.




Tópicos relacionados

Nossa Classe Educação   /    Greve   /    Professores

Comentários

Comentar