Educação

VITÓRIA

Professores e servidores obrigam Doria a recuar em sua Reforma da Previdência

Professores e servidores municipais de São Paulo fizeram ato histórico com milhares de pessoas contra a Reforma da Previdência de Doria e conseguiram uma vitória! A votação foi adiada por quatro mêses graças a força dos servidores. Não tem arrego até que o projeto caia completamente.

terça-feira 27 de março| Edição do dia

Pela força dos professores e servidores municipais de São Paulo em greve, que mais uma vez fizeram um dia histórico com mais de milhares servidores em frente a Câmara Municipal, o projeto de Reforma da Previdência Municipal de Doria, o SAMPAPREV, foi retirado de votação por quatro meses.

Doria deu declarações absurdas ontem dizendo que era necessário aprovar a reforma para manter os serviços públicos que ele mesmo vem destruindo e que tinha os 28 votos necessários para aprovar o projeto. O que ele não esperava é que teria milhares de professores e servidores municipais nas ruas lutando contra essa reforma.

Os professores e servidores não vão parar até que seja retirada completamente o projeto. É uma primeira vitória muito importante que mostra a força da classe trabalhadora quando luta. Os servidores municipais foram defender os serviços públicos junto com a população e mostraram que não tem arrego contra a retirada de direitos pelo governo e que é possível vencer os ataques da direita com seus próprios métodos, impondo sua força. São um exemplo para toda classe trabalhador brasileira.




Tópicos relacionados

Greve Professores Municipais SP   /    Sampaprev   /    Professores São Paulo   /    João Doria   /    PSDB   /    Greve   /    Educação   /    Greve professores SP   /    Educação   /    Professores   /    São Paulo (capital)   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar