Educação

GREVE DOS PROFESSORES

Professores e servidores em greves contra ataques do Leite fazem ato em Porto Alegre

Trabalhadores e estudantes saíram às ruas para protestar contra o pacote de ataques do governador Eduardo Leite aos servidores gaúchos.

sexta-feira 29 de novembro de 2019| Edição do dia

No final da tarde de hoje (28), professores e servidores em greve fizeram uma passeata luminosa, partindo do Instituto de Educação General Flores da Cunha até o largo Zumbi dos Palmares. O ato também teve participação de alunos e da população que apoiam a greve contra o pacote do governo Leite, que ataca profundamente os direitos dos trabalhadores do funcionalismo público gaúcho. A greve já dura 10 dias e milhares de escolas estão em regime total ou parcial de greve.

Leia também: Leite anuncia aplicação de reforma do ensino médio em meio à greve do magistério

Leite quer fazer com que o funcionalismo público pague por uma crise que não criou, bem como Bolsonaro e suas reformas e pacotes. Precisamos que o espírito de luta das revoltas populares do Chile, Equador e Colômbia nos contagie para massificar essa greve desde a base das escolas e conquistar o apoio da população para emparedar Eduardo Leite e barrar os ataques. Enquanto a direção do CPERS segue com uma política fazer greve para pressionar leite à negociar o que na prática irá negociar um ponto ou outro mas seguir com os ajustes em cima da classe trabalhadora. Somente através da luta de classes que os professores e os servidores gaúchos conseguiram derrubar os ataques.


Leia também: As lutas na América Latina precisam contagiar os professores do RS para derrotar Leite




Tópicos relacionados

Eduardo Leite   /    Greve Professores RS   /    Porto Alegre   /    Educação

Comentários

Comentar