Educação

ABC

Professores e estudantes se posicionam contra o MBL e a lei da mordaça no ABC

quarta-feira 16 de agosto| Edição do dia

O MBL (Movimento Brasil Livre) anunciou que compareceria no dia de ontem (15/8) nas câmaras de vereadores das cidades do ABC para protocolar o projeto de lei “Escola sem Partido”, também conhecido como Lei da Mordaça, realizando também uma marcha na Praça da Sé na capital nesta mesma linha. O comitê do Escola sem Mordaça composto por diferentes organizações de esquerda se reuniu em São Bernardo do Campo, debatendo a importância de se enfrentar com este movimento nas cidades do ABC.

Na câmara Santo André estavam presentes estudantes, professores universitários, Juventude Faísca, Professores Pela Base, PSOL, SINPRO, Associação dos profissionais de Serviço Social e professores da Subsede APEOSP em contra ato para dizer que não vão aceitar que este projeto de lei seja levado a frente e nenhum projeto que tente limitar a liberdade de ensino e conhecimento nas escolas, se manifestar contra a tentativa absurda deste movimento de direita de limitar um ensino crítico, capaz de questionar esta sociedade em que as mulheres estão tendo que lutar para se manterem vivas, a corrupção dos poderosos segue impunemente e a miséria e o desemprego crescem dia após dia. Os integrantes do MBL, na surdina, entregaram o projeto de lei para o vereador Cicote do PSB.

Na Câmara de Mauá, o comitê também se organizou em contra-ato, mas o MBL também conseguiu protocolar o projeto. Em São Caetano, alegando problemas com a chuva, o movimento recuou, marcando novo ato/protocolo para o dia 22/8.

É imprescindível que as diversas organizações e coletivos de juventude de esquerda do ABC estejam atentas às próximas movimentações do MBL e sua tentativa de amordaçar os professores. Lutemos por ensino público de qualidade e a serviço da classe trabalhadora e do povo pobre.




Tópicos relacionados

Professores São Paulo   /    MBL   /    Escola sem partido   /    Alckmin   /    Educação   /    ABC paulista

Comentários

Comentar