Educação

GREVE MINAS GERAIS

Professores de MG em greve: solte sua voz no Esquerda Diário

Douglas Silva

Estudante da UFJF

terça-feira 13 de março| Edição do dia

Convidamos os professores de Minas Gerias, que iniciaram sua greve nesta quinta-feira (8) contra os ataques de Fernando Pimentel (PT), à expressarem – através desse diário – todas as suas lutas e experiências na batalha contra os ataques do governo e por seus direitos. A serviço dessa greve de professores e de outros tantos trabalhadores é que colocamos o Esquerda Diário na linha de frente para expressar e organizar a revolta de milhares. Tanto os que vem pelos ataques da direita, como a Reforma da Previdência do prefeito tucano Dória em São Paulo; quanto os que vem pelos ajustes de governos que servem aos capitalistas como os do PT, também em Minas Gerais.

O Esquerda Diário é parte da Rede Internacional de diários digitais La Izquierda Diario, um instrumento das lutas dos trabalhadores, mulheres, negros, LGBTs, jovens e imigrantes presente em onze países e cinco idiomas (inglês, francês, alemão, português e castelhano), e no Brasil tem avançado como uma ferramenta para organizar a resistência aos ataques dos capitalistas, dos golpistas e da direita, de forma independente do PT e de toda a blogsfera petista.

Com a perspectiva e ambição de um diário que chegou a mais de 1 milhão de acessos só no mês de novembro de 2017 é que buscamos construir uma força material dos trabalhadores por uma alternativa política anticapitalista e socialista com influência de massa, enraizada no movimento operário e estudantil. Por isso que também expressamos uma voz de denúncia das grandes centrais pelegas sindicais como a UGT, NCST, Força Sindical, mas também da CUT e CTB quando cumpriram o papel de trair as greves gerais http://www.esquerdadiario.com.br/Ce... contra a reforma da previdência e trabalhista e passaram a perdoar os golpistas como fez Lula.

Uma ambição que buscamos compartilhar com cada professor em greve e que convocamos a fazer do ED sua voz no estado de Minas Gerais. Um chamado que busca apresentar para todo país a força de cada lutador e lutadora que se enfrenta com os ataques do governo de Pimentel e de outros tantos governos e capitalistas que atacam a categoria.

Leia também: Radio Itatiaia de MG e Doria tentam esconder a força da greve na educação

Para denunciar os ataques do governo de Pimentel, seja uma voz do Esquerda Diário

O governo de Pimentel, que terminou o ano de 2017 pagando em dia banqueiros enquanto deixava professores sem 13º, iniciou o orçamento de 2018 com déficit de 8 bilhões e ataques aos servidores.

Entre os ataques do governador petista, todos fazem parte das demandas levantadas pela atual greve dos educadores. Os problemas com o Ipsemg denunciado por professores no estado, os atrasos dos salário e a tentativa de que professores designados trabalhem de graça, o descaso profundo com as trabalhadoras auxiliares do ensino básico, além dos demais ataques contra outros servidores e demais trabalhadores no estado, como a privatização da Codemig.

Estes são alguns dos ataques promovidos pelo governo e capitalistas em MG. Ataques que o Esquerda Diário e o Movimento Nossa Classe Educação vem denunciando e que – com cada professor em greve – pode avançar ainda mais nas denúncias a partir de cada local de trabalho, piquete e manifestação.

Com este chamado aos professores de MG é que buscamos avançar na greve no nosso estado e em SP. Uma greve que vem sendo levantada pelos professores dos dois estados, mas que é expressão da batalha de uma só classe e uma só luta.

Seja parte ativa desta voz anticapitalista! Colabore com denúncias e textos, envie sua contribuição financeira, leia e difunda o Esquerda Diário!




Tópicos relacionados

Greve Educação MG   /    Minas Gerais   /    Nossa Classe Educação   /    Movimento Nossa Classe   /    Educação

Comentários

Comentar