Educação

Professores da PUC-MG em greve contra retirada de direitos a partir desta sexta-feira

Professores da PUC-MG iniciarão greve contra a retirada de direitos trabalhistas a partir desta sexta-feira (27), aderindo à deliberação da categoria dos professores de instituições particulares de MG que estão em greve desde ontem (25).

quinta-feira 26 de abril| Edição do dia

A ADPUC (Associação de Docentes da PUC) informou em nota:

Nota à Comunidade Acadêmica: ESTAMOS EM GREVE!

Os professores da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, em Assembleia Geral Ordinária, realizada no dia 26 de abril, com a presença de mais de cem docentes, deliberaram por aderirem à greve da categoria reafirmando sua identidade de professores de uma Universidade Pontifícia que comunga com a doutrina social da Igreja na luta pela dignidade humana expressa em relações de trabalho justas.

Convocamos todos os professores a juntarem-se ao movimento. Estaremos em greve a partir desta sexta-feira dia 27/04.


Assembleia dos professores da PUC-MG

A mobilização dos professores da rede particular de ensino é contra a proposta de ataques do SINEP, sindicato dos empresários donos das escolas, que se baseia na Reforma Trabalhista aprovada pelo governo golpista de Michel Temer. Além da PUC-MG, a UNA também já havia aderido à greve.

A proposta do SINEP inclui: perda do adicional por tempo de serviço, perda das bolsas de estudos para professores e dependentes, perda do intervalo (recreio) dos/as professores/as, retirada da cláusula de atestado médico (ou seja, professor não pode adoecer), retirada da representatividade do sindicato (legítimo representante da categoria, conforme apregoa a Constituição da República), retirada da estabilidade do professor aposentando, perda significativa do adicional extraclasse (uma vez que propõem que o professor trabalhe 10% a mais sem remuneração devida), reajuste de 1%, abaixo da inflação – sendo que as mensalidades escolares reajustaram em média de 8 a 10%.

A greve dos docentes da PUC já recebeu apoio do DCE da universidade:

NOTA DE APOIO À GREVE DOS PROFESSORES NA PUC

O Diretório Central dos Estudantes da PUC Minas, na gestão Por Todos os Cantos, se solidariza e se coloca à disposição dos professores que aderiram a greve na assembleia da Associação dos Docentes da PUC Minas (ADPUC), no dia 26/04. A greve acontece em todo o setor privado, e começou no dia 25/04 após assembleia geral do Sinpro Minas.

Há tempos denunciamos a precarização em todo o setor privado, em especial na nossa Universidade que teve reajuste anual de 5,50% em detrimento de diversas ações que diminuem e fragilizam a qualidade do nosso ensino. Vale lembrar que a PUC demitiu mais de 50 professores no início do ano, sem homologar as demissões no sindicato.

Alguns dos absurdos que têm acontecido com os nossos professores são: a ampliação da tolerância de 60 para 80 no número de alunos em sala, a extinção das bolsas de estudos para professores e dependentes, retirada da cláusula de atestado médico, perda do adicional por tempo de serviço e do tempo de intervalo, dentre outras coisas.

Assim, professores e alunos se unem em busca do direito de ensinar e aprender com qualidade, sabendo que educação não é mercadoria. Aguardamos posicionamento e respostas da Universidade.

É preciso cercar de solidariedade e unificar as lutas da educação, contra a precarização do trabalho, contra os ataques patronais e dos governos. Todo apoio à luta na PUC-MG!




Tópicos relacionados

PUC-MG   /    Minas Gerais   /    Educação   /    Belo Horizonte   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar