CRISE NO RIO DE JANEIRO

Professora aposentada do RJ ateou fogo em próprio corpo após ficar 4 meses sem salário e 13º

A culpa é do que esse sistema nojento reserva aos mais pobres e trabalhadores enquanto o 1% vive em suas mansões com jatinhos e iates.

sexta-feira 8 de dezembro de 2017| Edição do dia

Os servidores e aposentados do Rio de Janeiro, sem receber o 13º deste ano, do ano passado e o salário de agosto e outubro, estão em situação de penúria, muitos desistem pelo caminho sem ver perspectivas para sua família e seu sustento próprio.

É o caso de uma aposentada que ateou fogo ao próprio corpo no dia 6 de dezembro, uma companheira prestou uma homenagem a ela em protesto e luto.

Carolina Cacau, ex-candidata a vereadora do MRT pelo PSOL se pronunciou sobre o caso:

"A situação de dificuldades que os servidores passam hoje é fruto da associação ente Pezão e Temer para passar seus ataques, em nome de um empréstimo que nem de longe resolve nossos problemas (2,5 Bi, sendo que a folha salarial de somente um mês é 1,7 Bi). O resultado disso e da política criminosa do PMDB que nos usurpou em nome dos empresários, é a fome e a total precariedade de vida aos servidores e aposentados do estado, o caso dessa senhora é muito triste e ao mesmo tempo simbólico do que esse sistema reserva aos pobres e trabalhadores.

Enquanto eles fazem banquetes e vivem vidas de luxo, servidores públicos estão passando fome, e chegam até medidas desesperadas de colocar fogo no próprio corpo. É preciso dar uma saída que vá contra os interesses dessa casta de políticos corruptos e dos empresários que querem jogar a crise sob a nossas costas e estão com as mãos sujas de sangue dos servidores e aposentados, que não sabem o que vai ser do mês seguinte e se vão ter o que comer."

Fonte da Foto: Eloisa Sabóia




Tópicos relacionados

Crise no Rio de Janeiro   /    Capitalismo

Comentários

Comentar