Educação

UNIVERSIDADES CONTRA O GOLPE

Professor da UFBA é intimado a depor por causa da disciplina sobre o Golpe de 2016

sexta-feira 9 de março| Edição do dia

Nessa sexta-feira (9), o professor Carlos Zacarias, da UFBA, um dos diversos professores que dará este ano a matéria “O Golpe de 2016 e o futuro da democracia no Brasil”, foi intimado à depor na justiça sobre o pedido de uma liminar do vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (DEM).

A disciplina, que foi censurada pelo MEC, pelo Tribunal de Contas da União (TCU), e pela Controladoria-Geral da União (CGU), já está sendo oferecida por 23 universidades no país, como a Universidade de Brasília (UnB), a UERJ e também a USP.

A liminar de Alexandre Aleluia, assim como a censura do MEC e de qualquer outro órgão público, é um ataque à autonomia universitária, e busca calar os professores que decidiram ministrar uma aula que se debruce em estudar o processo do golpe institucional que veio para a aplicação de ataques brutais contra a classe trabalhadora, como a PEC do teto de gastos, a Reforma do Ensino Médio, a Lei da Terceirização Irrestrita, a Reforma Trabalhista, as possibilidades da Reforma da Previdência, a condenação de Lula, e a intervenção Federal no Rio de Janeiro.

Veja também: Contra censura do MEC, universidades oferecem disciplinas do "Golpe 2016"




Tópicos relacionados

Golpe institucional   /    Universidade   /    Educação   /    Professores

Comentários

Comentar